Portal NFL

Sobre o dia 25 dia da mulher negra e latino americana

Sobre o dia 25 dia da mulher negra e latino americana
200

OUVIR POSTAGEM

OPINIÃO I Vanessa Ramos

Em 2014, temos fundamentado pelo governo brasileiro o Dia da Mulher Negra (25-07) a partir da lei número 12.987. Assim como o dia internacional da Mulher, faz se uma reflexão necessária a respeito da realidade e da discriminação enfrentada por mulheres por conta do seu gênero e cor de pele. O enfrentamento contra o racismo, a superação das desigualdades, e principalmente o racismo institucional enfrentado dentro dos espaços das organizações, são a realidade diária da grande maioria das Mulheres Negras desse país chamado Brasil, que compõe a base da sociedade brasileira. Isto é , a maioria são a sua Mãe, sua empregada doméstica, a auxiliar de serviços gerais, a cozinheira , a faxineira , a mãe solteira, a trabalhadora informal, a ambulante, a babá. Presta atenção , porque essas ocupações descritas aqui, têm cor e gênero! E ter cor não é ofensivo! Ter cor é saber seu lugar no mundo, para poder lutar por um lugar melhor na questão de direitos , iniciativa individual, coletiva e na qualidade de vida.

Não suavize a cor das Mulheres Pretas!! Aqui no Sul, somos obrigadas a ter que ouvir desde pequenas que não somos negras. Que somos “moreninhas, mulatas, bronzeadas, sapecadas. Ser preto, não é xingamento!!! Não existe problema nenhum em ser chamada de preta e nem de negra.

A pobreza tem cor sim!

70% dos 16,2 milhões de brasileiros que vivem em extrema pobreza são negros. Fonte:

Relatório sobre minorias brasileiras ONU

Uma disputa igualitária por igualdade, será de fato socialmente justa a partir do momento que as pessoas em primeiro lugar entenderem o conceito prático de equidade. O número de Mulheres que concluem graduação no Brasil é 38 por cento superior ao de homens. Mas, entre essas Mulheres, Apenas 2,2% são mulheres negras. Na pós graduação esse número é inexistente. Por favor, eu te peço, pare com a hipocrisia de vidas negras importam. Se importasse pra vc de fato, você estaria agora implementando uma ação prática para empoderar urgentemente mulheres com alto potencial, porém , totalmente massacradas em suas vidas diárias pela injustiça do sistema de desigualdades.

No Brasil, mais de 79% das trabalhadoras domésticas são mulheres negras. Fonte: Dieese

Mas isso ainda é motivo para se comemorar , quando se têm emprego. O duro é enfrentar a realidade das cruéis estatísticas;

59% são Mulheres que habitualmente quando se casam, são vítimas da violência doméstica.

62% vítimas de mortalidade materna

69% vítimas de violência obstétrica (inclusive minha mãe sofreu com essa violência e nunca soube que foi motivada pelo racismo do médico que lhe disse que índias e negras aguentam mais na hora do parto, consequentemente meu irmão passou da hora de nascer)

68% das mulheres mortas por agressão ( além de serem preteridas sempre em escolhas de relacionamento) Fonte: Mapa da violência 2015; Homicídio de Mulheres no Brasil- ONU

*Vanessa Ramos é aceleradora social, ativista negra, fundadora do movimento negro evangélico do paraná, modelo plussize e miss paraná e popularidade plusize nacional e idealizadora do coletivo mulheres incríveis

_________________________________

Este texto é de responsabilidade do autor/da autora e não reflete necessariamente a opinião do PORTALNFL.
Quer divulgar a sua opinião. Envie o seu artigo para o e-mai
l  portal@portalnfl.com.br

 

Comentários

Quer mais artigos e as newsletters editoriais no seu e-mail?

Receba as notícias do dia e os alertas de última hora.
[CARREGANDO...]

Confira mais Postagens

Europa depois da primeira onda
Felipe Bombardelli
Felipe BombardelliColunista

Europa depois da primeira onda

Posts do Colunista Ver Esta Postagem
O agronegócio capitalista e epidemias
Marcelo Barbosa
Marcelo BarbosaColunista

O agronegócio capitalista e epidemias

Posts do Colunista Ver Esta Postagem
Relembrando Jair Messias Bolsonaro
Giovanni Antunes
Giovanni AntunesColunista

Relembrando Jair Messias Bolsonaro

Posts do Colunista Ver Esta Postagem
Quando o perigo bate a porta
Thiago Barros
Thiago BarrosColunista

Quando o perigo bate a porta

Posts do Colunista Ver Esta Postagem
Feliz 2020 - Do Retrocesso à Resistência
Amilton Farias
Amilton FariasColunista

Feliz 2020 - Do Retrocesso à Resistência

Posts do Colunista Ver Esta Postagem
É Natal
Amilton Farias
Amilton FariasColunista

É Natal

Posts do Colunista Ver Esta Postagem
Hoje sai a votar
Amilton Farias
Amilton FariasColunista

Hoje sai a votar

Posts do Colunista Ver Esta Postagem
Reviro - A Culinária de Resistência e Sustento da Fronteira
Amilton Farias
Amilton FariasColunista

Reviro - A Culinária de Resistência e Sustento da Fronteira

Posts do Colunista Ver Esta Postagem