Portal NFL

Em Alta

Volkswagen quer “massificar” carros elétricos com o compacto ID.3

Disposta a ameaçar a Tesla, a montadora alemã pretende lançar seu modelo mais barato por cerca de 23.000 euros no mercado europeu
Volkswagen quer “massificar” carros elétricos com o compacto ID.3
VOLKS: meta é chegar à produção de 3 milhões de carros elétricos até 2025 (Fabian Bimmer/File Photo/Reuters)
154

Volkswagen quer “massificar” carros elétricos com o compacto ID.3

A alemã Volkswagen começa a vender no mercado europeu, nesta segunda-feira (20), seu primeiro carro compacto 100% elétrico, o ID.3. É a grande aposta da maior montadora do mundo para “massificar” os carros elétricos e competir globalmente com a americana Tesla, que se tornou sinônimo de excelência nesse segmento.

O ID.3 será oferecido inicialmente na Europa em sete configurações, com preços que vão de 35.575 a 43.680 euros. Todos os modelos podem se beneficiar do bônus concedido pelos governos em diversos países europeus para estimular a troca de carros movidos a combustíveis fósseis por outros com emissão zero de poluentes. Na Alemanha, o subsídio na compra de um carro elétrico chega a 9.480 euros, dos quais 3.480 euros são bancados pela montadora

Os modelos à venda do ID.3 são da versão Pro, que tem bateria de 58 kWh e autonomia de 420 quilômetros. Além das sete versões pré-configuradas, a Volkswagen vai comercializar na Alemanha o ID.3 Tour, com bateria maior, de 77 kWh, e autonomia de 550 quilômetros. Os preços variam de 40.936 a 48.432 euros. Não há previsão ainda de vendas no Brasil.

A Volkswagen informou que pretende lançar também, dentro de “alguns meses”, a versão de entrada Pure, com bateria de 48 kWh e autonomia de até 330 quilômetros. Essa versão mais barata do ID.3 deverá chegar ao mercado por cerca de 30.000 euros – com o bônus, a previsão é que custe em torno de 23.000 euros para o consumidor na Alemanha.

Atualmente, a versão de entrada da Tesla, o Modelo 3, custa cerca de 33.000 euros, sem considerar os subsídios. No total, a Tesla vendeu 367.500 carros elétricos no ano passado. Seu principal mercado são os Estados Unidos, onde detém 78% desse segmento.

A investida da Volkswagen nos carros elétricos começou depois da revelação do seu envolvimento em um escândalo de emissão de poluentes. Em 2015, a empresa admitiu ter equipado milhões de veículos com um dispositivo para burlar as leis antipoluição. Os carros eram vendidos como limpos, mas emitiam poluentes acima do limite permitido.

Para recuperar sua imagem, a Volkswagen anunciou em 2016 seu plano de lançar 30 modelos de carros elétricos em dez anos. Até 2024, o Grupo Volkswagen, que inclui também marcas como Audi, Porsche e Lamborghini, planeja investir um total de 33 bilhões de euros no desenvolvimento de carros elétricos – valor superior ao de qualquer outra montadora.

O ID.3 está sendo produzido na fábrica da cidade alemã de Zwickau, exclusivamente dedicada a carros elétricos. Dessa fábrica deverão sair 330.000 veículos no ano que vem. Até 2022, a Volkswagen pretende produzir carros elétricos em oito fábricas no mundo. A meta é chegar à produção de 3 milhões de carros elétricos até 2025.

Por Ernesto Yoshida
 

OUVIR NOTÍCIA

A alemã Volkswagen começa a vender no mercado europeu, nesta segunda-feira (20), seu primeiro carro compacto 100% elétrico, o ID.3. É a grande aposta da maior montadora do mundo para “massificar” os carros elétricos e competir globalmente com a americana Tesla, que se tornou sinônimo de excelência nesse segmento.

O ID.3 será oferecido inicialmente na Europa em sete configurações, com preços que vão de 35.575 a 43.680 euros. Todos os modelos podem se beneficiar do bônus concedido pelos governos em diversos países europeus para estimular a troca de carros movidos a combustíveis fósseis por outros com emissão zero de poluentes. Na Alemanha, o subsídio na compra de um carro elétrico chega a 9.480 euros, dos quais 3.480 euros são bancados pela montadora

Os modelos à venda do ID.3 são da versão Pro, que tem bateria de 58 kWh e autonomia de 420 quilômetros. Além das sete versões pré-configuradas, a Volkswagen vai comercializar na Alemanha o ID.3 Tour, com bateria maior, de 77 kWh, e autonomia de 550 quilômetros. Os preços variam de 40.936 a 48.432 euros. Não há previsão ainda de vendas no Brasil.

A Volkswagen informou que pretende lançar também, dentro de “alguns meses”, a versão de entrada Pure, com bateria de 48 kWh e autonomia de até 330 quilômetros. Essa versão mais barata do ID.3 deverá chegar ao mercado por cerca de 30.000 euros – com o bônus, a previsão é que custe em torno de 23.000 euros para o consumidor na Alemanha.

Atualmente, a versão de entrada da Tesla, o Modelo 3, custa cerca de 33.000 euros, sem considerar os subsídios. No total, a Tesla vendeu 367.500 carros elétricos no ano passado. Seu principal mercado são os Estados Unidos, onde detém 78% desse segmento.

A investida da Volkswagen nos carros elétricos começou depois da revelação do seu envolvimento em um escândalo de emissão de poluentes. Em 2015, a empresa admitiu ter equipado milhões de veículos com um dispositivo para burlar as leis antipoluição. Os carros eram vendidos como limpos, mas emitiam poluentes acima do limite permitido.

Para recuperar sua imagem, a Volkswagen anunciou em 2016 seu plano de lançar 30 modelos de carros elétricos em dez anos. Até 2024, o Grupo Volkswagen, que inclui também marcas como Audi, Porsche e Lamborghini, planeja investir um total de 33 bilhões de euros no desenvolvimento de carros elétricos – valor superior ao de qualquer outra montadora.

O ID.3 está sendo produzido na fábrica da cidade alemã de Zwickau, exclusivamente dedicada a carros elétricos. Dessa fábrica deverão sair 330.000 veículos no ano que vem. Até 2022, a Volkswagen pretende produzir carros elétricos em oito fábricas no mundo. A meta é chegar à produção de 3 milhões de carros elétricos até 2025.

Por Ernesto Yoshida
 

Comentários

Quer mais artigos e as newsletters editoriais no seu e-mail?

Receba as notícias do dia e os alertas de última hora.
[CARREGANDO...]

Confira mais Notícias

Economia
Com R$ 13,7 bi, Bradesco e Itaú lideram lucros, enquanto Petrobras tem prejuízo de R$ 51,5...
Com R$ 13,7 bi, Bradesco e Itaú lideram lucros, enquanto Petrobras tem prejuízo de R$ 51,5 bi na pandemia
VISUALIZAR
Sociedade
Bolsonaro veta auxílio a agricultores familiares
Bolsonaro veta auxílio a agricultores familiares
VISUALIZAR
Política
“Em agenda em Foz do Iguaçu Bolsonaro é recebido com faixa: Por que Michelle recebeu R$ 89...
“Em agenda em Foz do Iguaçu Bolsonaro é recebido com faixa: Por que Michelle recebeu R$ 89 mil do Queiroz?”
VISUALIZAR
Sociedade
Agrotóxico glifosato tem nova condenação nos EUA por causar câncer
Agrotóxico glifosato tem nova condenação nos EUA por causar câncer
VISUALIZAR
Sociedade
'Já deixei de comer, mas não quero que o meu bicho passe fome', diz idosa que apela por...
'Já deixei de comer, mas não quero que o meu bicho passe fome', diz idosa que apela por adoção de seus mais de 20 pets
VISUALIZAR
Sociedade
Moby chama atenção para desmatamento na Amazônia em novo clipe
Moby chama atenção para desmatamento na Amazônia em novo clipe
VISUALIZAR