Portal NFL

TROPAS IRANIANAS PARTIRAM PARA SÍRIA E IRÃO SE JUNTAR COM AS FORÇAS RUSSAS

Irã esta semana, enviou suas primeiras tropas terrestres para a Síria, cerca de 1.000 fuzileiros navais e tropas de elite
TROPAS IRANIANAS PARTIRAM PARA SÍRIA E IRÃO SE JUNTAR COM AS FORÇAS RUSSAS
105

TROPAS IRANIANAS PARTIRAM PARA SÍRIA E IRÃO SE JUNTAR COM AS FORÇAS RUSSAS

Por Debka File / Conflitos e Guerras

Irã esta semana, enviou suas primeiras tropas terrestres para a Síria, cerca de 1.000 fuzileiros navais e tropas de elite da Guarda Revolucionária iraniana Corps (IRGC), moveram-se em linha reta em Ghorin, uma academia aérea militar pequena ao sul da cidade portuária de Latakia, e juntou-se com os fuzileiros navais russos recém-desembarcado no Jablah.

Três semanas atrás, arquivo DEBKA começou a informar sobre a intervenção militar russo-iraniana em andamento para salvar o governante sírio Bashar Assad, seguido em 01 de setembro pela primeira divulgação do acúmulo russo na Síria.

De acordo com as fontes militares do DEBKA, Moscou está prestes a enviar um carregamento de sistemas de mísseis de defesa aérea S-300 avançados para implantação em Jablah, uma base construída pelos russos fora de Latakia, e que é destinada para a entrada das tropas russas. Os S-300 sistemas também irão proteger a instalação iraniana em Ghorin.

Jablah foi convertido em um depósito ocupado por tropas russas, que ainda esperam a chegada, dos combatentes das unidades de Brigadas Marinhas 810 e 336.

Os jatos Russo MiG-31 e embarcações interceptoras, estão estacionadas junto a base aérea de Mezza no aeroporto de Damasco para oferecer cobertura as forças aéreas russo-iraniano. Outras fontes relatam que o submarino nuclear Dmitri Donskoy TK-20 está no seu caminho para águas sírias.

Latakia é portanto, um poderoso enclave militar russo-iraniano, capaz de acomodar o regime de Assad e de altos funcionários, caso esses sejam forçados a deixar Damasco.

De acordo com as fontes militares, é muito cedo para determinar a função exata deste enclave, não se sabe se será para uso defensivo ou se as forças russas e Iranianas estão planejando uma ofensiva contra Estado Islâmico e os rebeldes a partir dessa instalação militar, fazendo ganhos territoriais no norte Síria.

Correspondentes militares israelenses relataram nesta quinta-feira (09) que tropas iranianas estão partindo para reforçar as unidades sírias os militares do exército-Hezbollah, não estão tendo sucesso em seus ataques e foram afastados por combatentes rebeldes que controlam a cidade chave de Zabadani por quase dois meses.

Russos e iranianos estão totalmente concentrados em expandir e equipar os seus novos aposentos em Ghorin e Jablah.

 

OUVIR NOTÍCIA

Irã esta semana, enviou suas primeiras tropas terrestres para a Síria, cerca de 1.000 fuzileiros navais e tropas de elite da Guarda Revolucionária iraniana Corps (IRGC), moveram-se em linha reta em Ghorin, uma academia aérea militar pequena ao sul da cidade portuária de Latakia, e juntou-se com os fuzileiros navais russos recém-desembarcado no Jablah.

Três semanas atrás, arquivo DEBKA começou a informar sobre a intervenção militar russo-iraniana em andamento para salvar o governante sírio Bashar Assad, seguido em 01 de setembro pela primeira divulgação do acúmulo russo na Síria.

De acordo com as fontes militares do DEBKA, Moscou está prestes a enviar um carregamento de sistemas de mísseis de defesa aérea S-300 avançados para implantação em Jablah, uma base construída pelos russos fora de Latakia, e que é destinada para a entrada das tropas russas. Os S-300 sistemas também irão proteger a instalação iraniana em Ghorin.

Jablah foi convertido em um depósito ocupado por tropas russas, que ainda esperam a chegada, dos combatentes das unidades de Brigadas Marinhas 810 e 336.

Os jatos Russo MiG-31 e embarcações interceptoras, estão estacionadas junto a base aérea de Mezza no aeroporto de Damasco para oferecer cobertura as forças aéreas russo-iraniano. Outras fontes relatam que o submarino nuclear Dmitri Donskoy TK-20 está no seu caminho para águas sírias.

Latakia é portanto, um poderoso enclave militar russo-iraniano, capaz de acomodar o regime de Assad e de altos funcionários, caso esses sejam forçados a deixar Damasco.

De acordo com as fontes militares, é muito cedo para determinar a função exata deste enclave, não se sabe se será para uso defensivo ou se as forças russas e Iranianas estão planejando uma ofensiva contra Estado Islâmico e os rebeldes a partir dessa instalação militar, fazendo ganhos territoriais no norte Síria.

Correspondentes militares israelenses relataram nesta quinta-feira (09) que tropas iranianas estão partindo para reforçar as unidades sírias os militares do exército-Hezbollah, não estão tendo sucesso em seus ataques e foram afastados por combatentes rebeldes que controlam a cidade chave de Zabadani por quase dois meses.

Russos e iranianos estão totalmente concentrados em expandir e equipar os seus novos aposentos em Ghorin e Jablah.

 

Fonte

Por Debka File / Conflitos e Guerras

Comentários

Quer mais artigos e as newsletters editoriais no seu e-mail?

Receba as notícias do dia e os alertas de última hora.
[CARREGANDO...]

Confira mais Notícias

Entretenimento
Vida da cantora Mercedes Sosa vai virar série argentina
Vida da cantora Mercedes Sosa vai virar série argentina
VISUALIZAR
Boa Forma & Saúde
10 receitas para reaproveitar sobras de comida na geladeira
10 receitas para reaproveitar sobras de comida na geladeira
VISUALIZAR
Sociedade
O tempo está se esgotando
O tempo está se esgotando
VISUALIZAR
Sociedade
Especialista de Direitos Humanos da ONU alerta para situação das crianças migrantes
Especialista de Direitos Humanos da ONU alerta para situação das crianças migrantes
VISUALIZAR
Política
Estudo da RAPS analisa campanhas políticas inovadoras
Estudo da RAPS analisa campanhas políticas inovadoras
VISUALIZAR
Sociedade
Livro reúne casos de inovação em políticas públicas
Livro reúne casos de inovação em políticas públicas
VISUALIZAR