A nova era da informação!

TROPAS IRANIANAS PARTIRAM PARA SÍRIA E IRÃO SE JUNTAR COM AS FORÇAS RUSSAS

Irã esta semana, enviou suas primeiras tropas terrestres para a Síria, cerca de 1.000 fuzileiros navais e tropas de elite
TROPAS IRANIANAS PARTIRAM PARA SÍRIA E IRÃO SE JUNTAR COM AS FORÇAS RUSSAS
49

TROPAS IRANIANAS PARTIRAM PARA SÍRIA E IRÃO SE JUNTAR COM AS FORÇAS RUSSAS

Por Debka File / Conflitos e Guerras

Irã esta semana, enviou suas primeiras tropas terrestres para a Síria, cerca de 1.000 fuzileiros navais e tropas de elite da Guarda Revolucionária iraniana Corps (IRGC), moveram-se em linha reta em Ghorin, uma academia aérea militar pequena ao sul da cidade portuária de Latakia, e juntou-se com os fuzileiros navais russos recém-desembarcado no Jablah.

Três semanas atrás, arquivo DEBKA começou a informar sobre a intervenção militar russo-iraniana em andamento para salvar o governante sírio Bashar Assad, seguido em 01 de setembro pela primeira divulgação do acúmulo russo na Síria.

De acordo com as fontes militares do DEBKA, Moscou está prestes a enviar um carregamento de sistemas de mísseis de defesa aérea S-300 avançados para implantação em Jablah, uma base construída pelos russos fora de Latakia, e que é destinada para a entrada das tropas russas. Os S-300 sistemas também irão proteger a instalação iraniana em Ghorin.

Jablah foi convertido em um depósito ocupado por tropas russas, que ainda esperam a chegada, dos combatentes das unidades de Brigadas Marinhas 810 e 336.

Os jatos Russo MiG-31 e embarcações interceptoras, estão estacionadas junto a base aérea de Mezza no aeroporto de Damasco para oferecer cobertura as forças aéreas russo-iraniano. Outras fontes relatam que o submarino nuclear Dmitri Donskoy TK-20 está no seu caminho para águas sírias.

Latakia é portanto, um poderoso enclave militar russo-iraniano, capaz de acomodar o regime de Assad e de altos funcionários, caso esses sejam forçados a deixar Damasco.

De acordo com as fontes militares, é muito cedo para determinar a função exata deste enclave, não se sabe se será para uso defensivo ou se as forças russas e Iranianas estão planejando uma ofensiva contra Estado Islâmico e os rebeldes a partir dessa instalação militar, fazendo ganhos territoriais no norte Síria.

Correspondentes militares israelenses relataram nesta quinta-feira (09) que tropas iranianas estão partindo para reforçar as unidades sírias os militares do exército-Hezbollah, não estão tendo sucesso em seus ataques e foram afastados por combatentes rebeldes que controlam a cidade chave de Zabadani por quase dois meses.

Russos e iranianos estão totalmente concentrados em expandir e equipar os seus novos aposentos em Ghorin e Jablah.

 

OUVIR NOTÍCIA

Irã esta semana, enviou suas primeiras tropas terrestres para a Síria, cerca de 1.000 fuzileiros navais e tropas de elite da Guarda Revolucionária iraniana Corps (IRGC), moveram-se em linha reta em Ghorin, uma academia aérea militar pequena ao sul da cidade portuária de Latakia, e juntou-se com os fuzileiros navais russos recém-desembarcado no Jablah.

Três semanas atrás, arquivo DEBKA começou a informar sobre a intervenção militar russo-iraniana em andamento para salvar o governante sírio Bashar Assad, seguido em 01 de setembro pela primeira divulgação do acúmulo russo na Síria.

De acordo com as fontes militares do DEBKA, Moscou está prestes a enviar um carregamento de sistemas de mísseis de defesa aérea S-300 avançados para implantação em Jablah, uma base construída pelos russos fora de Latakia, e que é destinada para a entrada das tropas russas. Os S-300 sistemas também irão proteger a instalação iraniana em Ghorin.

Jablah foi convertido em um depósito ocupado por tropas russas, que ainda esperam a chegada, dos combatentes das unidades de Brigadas Marinhas 810 e 336.

Os jatos Russo MiG-31 e embarcações interceptoras, estão estacionadas junto a base aérea de Mezza no aeroporto de Damasco para oferecer cobertura as forças aéreas russo-iraniano. Outras fontes relatam que o submarino nuclear Dmitri Donskoy TK-20 está no seu caminho para águas sírias.

Latakia é portanto, um poderoso enclave militar russo-iraniano, capaz de acomodar o regime de Assad e de altos funcionários, caso esses sejam forçados a deixar Damasco.

De acordo com as fontes militares, é muito cedo para determinar a função exata deste enclave, não se sabe se será para uso defensivo ou se as forças russas e Iranianas estão planejando uma ofensiva contra Estado Islâmico e os rebeldes a partir dessa instalação militar, fazendo ganhos territoriais no norte Síria.

Correspondentes militares israelenses relataram nesta quinta-feira (09) que tropas iranianas estão partindo para reforçar as unidades sírias os militares do exército-Hezbollah, não estão tendo sucesso em seus ataques e foram afastados por combatentes rebeldes que controlam a cidade chave de Zabadani por quase dois meses.

Russos e iranianos estão totalmente concentrados em expandir e equipar os seus novos aposentos em Ghorin e Jablah.

 

Fonte

Por Debka File / Conflitos e Guerras

Comentários

Quer mais artigos e as newsletters editoriais no seu e-mail?

Receba as notícias do dia e os alertas de última hora.
[CARREGANDO...]

Confira mais Notícias

Agenda de Eventos
Corleone Rock ? Zeppelin
Corleone Rock ? Zeppelin
VISUALIZAR
Agenda de Eventos
Quinta Nacional | Teleféricu's no Zeppelin
Quinta Nacional | Teleféricu's no Zeppelin
VISUALIZAR
Agenda de Eventos
Limpeza da cabeceira do rio Jupira
Limpeza da cabeceira do rio Jupira
VISUALIZAR
Agenda de Eventos
11° Luau Secret Falls
11° Luau Secret Falls
VISUALIZAR
Educação
Cresce o número de professores que pedem demissão da USP
Cresce o número de professores que pedem demissão da USP
VISUALIZAR
Educação
Sair da negação e defender a escola pública
Sair da negação e defender a escola pública
VISUALIZAR