Portal NFL

Série de lives debate racismo contra negros e indígenas no Brasil

O projeto fez questão de convidar os próprios negros e indígenas para falarem
Série de lives debate racismo contra negros e indígenas no Brasil
99

Série de lives debate racismo contra negros e indígenas no Brasil

O projeto Fronteira Livre, em parceria com o Plural, realiza a partir desta segunda-feira (06) uma série de debates na IOnternet sobre racismo e sobre a situação de índios e negros no Brasil, a I Semana Antifascista On Live.

O projeto fez questão de convidar os próprios negros e indígenas para falarem. Entre os convidados estão Sônia Guajajara, Instituto Marielle Franco e Davi Kopenawa.

No Plural, as transmissões serão feitas via Facebook, sempre em dois horários: às 11h ocorrem as discussões sobre o racismo contra os negros, e às 16h, os debates sobre a situação dos povos indígenas.

Por fim, confira a programação da nossa I Semana Antifascista On Live:

Período: 06/07 à 10/07

1 – Por que ainda precisamos explicar que vidas negras importam?

Segunda-feira, 06/07, às 11h.

Convidados:

Roberta Traspadini é professora do curso de Relações Internacionais e Integração da UNILA. É coordenadora do Saberes em Movimento: A luta por terra e trabalho na América Latina

Caê Traven é seletor musical, produtor cultural, pai e bacharel em Direito

Manoela Ferreira é bacharel em Direito, estudante de Gestão Pública e organizadora do coletivo Fronteira Preta

2 – O Papel das Lideranças Indígenas no Brasil: Passado, Presente e Futuro

Segunda-feira, 06/07, às 16h

Convidados:

Davi Kopenawa é escritor, xamã e líder político yanomami

Cacique Ilson Soares é líder Avá Guarani na região de Guaíra (PR)

Cacique Celso Japuty é líder Avá Guarani na região de São Miguel do Iguaçu (PR)

3 – O impacto do racismo na crise do coronavírus

Terça-feira, 07/07, às 11h

Convidados:

Cecília Angileli é educadora popular, pós doutora em Arquitetura e Urbanismo, professora na UNILA

Rogerio Galindo é jornalista, fundador do Plural

Manoela Ferreira é bacharel em Direito, estudante de Gestão Pública e organizadora do coletivo Fronteira Preta

4 – Como a atual politica ambiental em curso ameaça os povos indígenas e quilombolas no Brasil?

Terça-feira, 07/07, às 16h

Convidados:

Maria Rosalina é representante do Coordenação Nacional de Articulação das Comunidades Negras Rurais Quilombolas (CONAQ)

Joênia Wapixana é advogada, primeira mulher indígena eleita deputada federal no Brasil

Rodrigo Agostinho é advogado, ambientalista e deputado federal

5 – A importância da consciência racial no combate ao racismo

Quarta-feira, 08/07, às 11h

Convidados:

Tomás Melo é Antropólogo, coordenador do Instituto Nacional de Direitos Humanos da População de Rua

Rogério Galindo é jornalista, fundador do Plural

Manoela Ferreira é bacharel em Direito, estudante de Gestão Pública e organizadora do coletivo Fronteira Preta

6 – O ativismo como ferramenta de empoderamento do negro

Quarta-feira, 08/07, às 16h

Cecília Silva é graduada em engenharia de petróleo pela UFES. É escritora, poeta, artista e produtora cultural

Bianor Dias é fundador do grupo de Dança de Rua Sioux Crew, integrante do coletivo Fronteira Preta

Manoela Ferreira é bacharel em Direito, estudante de Gestão Pública e organizadora do coletivo Fronteira Preta

7 – Qual a importância da produção de conteúdo antirracista numa sociedade racista?

Quinta-feira, 09/07, 11h

Convidados:

Rogerio Galindo é jornalista, fundador do Plural

Sthefanny Fernanda é DJ e estudante de Cinema na Universidade Federal da Integração Latino Americana

Caê Traven: Caê Traven é seletor musical, produtor cultural, pai e bacharel em Direito

8 – Resistência Avá Guarani: A luta territorial indígena no Oeste do Paraná

Quinta-feira, 09/07, às 16h

Convidados:

Cacique Ilson Soares é líder Avá Guarani na região de Guaíra (PR)

Cacique Celso é líder Avá Guarani na região de São Miguel do Iguaçu (PR)

Osmarina Oliveira é representante do Conselho Indigenista Missionário

9 – O legado de Marielle Franco e os desafios das próximas gerações

Sexta-feira, 10/07, às 11h

Convidados:

Anielle Franco, diretora do Instituto Marielle Franco

Cristiane Rodrigues Francisco é organizadora do coletivo Fronteira Preta, estudante de Estética e Cosmética

Manoela Ferreira é bacharel em Direito, estudante de Gestão Pública e organizadora do coletivo Fronteira Preta

Cecília Silva é graduada em engenharia de petróleo pela UFES. É escritora, poeta, artista e produtora cultural

10 – O despertar da Florestania para o povo Avá Guarani

Sexta-feira, 10/07, às 16h

Convidados:

Sônia Guajajara é líder indígena, foi candidata à vice-presidência da República em 2018

Cacique Ilson Soares é líder Avá Guarani na região de Guaíra (PR)

Cacique Celso Japuty é líder Avá Guarani na região de São Miguel do Iguaçu (PR)

10/07 – Encerramento com o grupo Piaya Cayana

20h

Piaya Cayana: por meio dos irmãos @robsoxossii, @rubarootsaman e @liramartinsrm, surge com o intuito de resgatar e valorizar a cultura afrodescendente, mergulhando na cultura do Candomblé, seus terreiros e tudo mais que faz alusão aos antepassados, através de harmonias vocais e instrumentais de cantos de religiões de matrizes africanas, intetpretando canc?o?es do histórico trio dos anos 70 e 80 “Os Tincoãs”, que carregam os encantos de África.

Por Plural

 

OUVIR NOTÍCIA

O projeto Fronteira Livre, em parceria com o Plural, realiza a partir desta segunda-feira (06) uma série de debates na IOnternet sobre racismo e sobre a situação de índios e negros no Brasil, a I Semana Antifascista On Live.

O projeto fez questão de convidar os próprios negros e indígenas para falarem. Entre os convidados estão Sônia Guajajara, Instituto Marielle Franco e Davi Kopenawa.

No Plural, as transmissões serão feitas via Facebook, sempre em dois horários: às 11h ocorrem as discussões sobre o racismo contra os negros, e às 16h, os debates sobre a situação dos povos indígenas.

Por fim, confira a programação da nossa I Semana Antifascista On Live:

Período: 06/07 à 10/07

1 – Por que ainda precisamos explicar que vidas negras importam?

Segunda-feira, 06/07, às 11h.

Convidados:

Roberta Traspadini é professora do curso de Relações Internacionais e Integração da UNILA. É coordenadora do Saberes em Movimento: A luta por terra e trabalho na América Latina

Caê Traven é seletor musical, produtor cultural, pai e bacharel em Direito

Manoela Ferreira é bacharel em Direito, estudante de Gestão Pública e organizadora do coletivo Fronteira Preta

2 – O Papel das Lideranças Indígenas no Brasil: Passado, Presente e Futuro

Segunda-feira, 06/07, às 16h

Convidados:

Davi Kopenawa é escritor, xamã e líder político yanomami

Cacique Ilson Soares é líder Avá Guarani na região de Guaíra (PR)

Cacique Celso Japuty é líder Avá Guarani na região de São Miguel do Iguaçu (PR)

3 – O impacto do racismo na crise do coronavírus

Terça-feira, 07/07, às 11h

Convidados:

Cecília Angileli é educadora popular, pós doutora em Arquitetura e Urbanismo, professora na UNILA

Rogerio Galindo é jornalista, fundador do Plural

Manoela Ferreira é bacharel em Direito, estudante de Gestão Pública e organizadora do coletivo Fronteira Preta

4 – Como a atual politica ambiental em curso ameaça os povos indígenas e quilombolas no Brasil?

Terça-feira, 07/07, às 16h

Convidados:

Maria Rosalina é representante do Coordenação Nacional de Articulação das Comunidades Negras Rurais Quilombolas (CONAQ)

Joênia Wapixana é advogada, primeira mulher indígena eleita deputada federal no Brasil

Rodrigo Agostinho é advogado, ambientalista e deputado federal

5 – A importância da consciência racial no combate ao racismo

Quarta-feira, 08/07, às 11h

Convidados:

Tomás Melo é Antropólogo, coordenador do Instituto Nacional de Direitos Humanos da População de Rua

Rogério Galindo é jornalista, fundador do Plural

Manoela Ferreira é bacharel em Direito, estudante de Gestão Pública e organizadora do coletivo Fronteira Preta

6 – O ativismo como ferramenta de empoderamento do negro

Quarta-feira, 08/07, às 16h

Cecília Silva é graduada em engenharia de petróleo pela UFES. É escritora, poeta, artista e produtora cultural

Bianor Dias é fundador do grupo de Dança de Rua Sioux Crew, integrante do coletivo Fronteira Preta

Manoela Ferreira é bacharel em Direito, estudante de Gestão Pública e organizadora do coletivo Fronteira Preta

7 – Qual a importância da produção de conteúdo antirracista numa sociedade racista?

Quinta-feira, 09/07, 11h

Convidados:

Rogerio Galindo é jornalista, fundador do Plural

Sthefanny Fernanda é DJ e estudante de Cinema na Universidade Federal da Integração Latino Americana

Caê Traven: Caê Traven é seletor musical, produtor cultural, pai e bacharel em Direito

8 – Resistência Avá Guarani: A luta territorial indígena no Oeste do Paraná

Quinta-feira, 09/07, às 16h

Convidados:

Cacique Ilson Soares é líder Avá Guarani na região de Guaíra (PR)

Cacique Celso é líder Avá Guarani na região de São Miguel do Iguaçu (PR)

Osmarina Oliveira é representante do Conselho Indigenista Missionário

9 – O legado de Marielle Franco e os desafios das próximas gerações

Sexta-feira, 10/07, às 11h

Convidados:

Anielle Franco, diretora do Instituto Marielle Franco

Cristiane Rodrigues Francisco é organizadora do coletivo Fronteira Preta, estudante de Estética e Cosmética

Manoela Ferreira é bacharel em Direito, estudante de Gestão Pública e organizadora do coletivo Fronteira Preta

Cecília Silva é graduada em engenharia de petróleo pela UFES. É escritora, poeta, artista e produtora cultural

10 – O despertar da Florestania para o povo Avá Guarani

Sexta-feira, 10/07, às 16h

Convidados:

Sônia Guajajara é líder indígena, foi candidata à vice-presidência da República em 2018

Cacique Ilson Soares é líder Avá Guarani na região de Guaíra (PR)

Cacique Celso Japuty é líder Avá Guarani na região de São Miguel do Iguaçu (PR)

10/07 – Encerramento com o grupo Piaya Cayana

20h

Piaya Cayana: por meio dos irmãos @robsoxossii, @rubarootsaman e @liramartinsrm, surge com o intuito de resgatar e valorizar a cultura afrodescendente, mergulhando na cultura do Candomblé, seus terreiros e tudo mais que faz alusão aos antepassados, através de harmonias vocais e instrumentais de cantos de religiões de matrizes africanas, intetpretando canc?o?es do histórico trio dos anos 70 e 80 “Os Tincoãs”, que carregam os encantos de África.

Por Plural

 

Comentários

Quer mais artigos e as newsletters editoriais no seu e-mail?

Receba as notícias do dia e os alertas de última hora.
[CARREGANDO...]

Confira mais Notícias

Entretenimento
A busca do tema gerador na práxis da Educação Popular
A busca do tema gerador na práxis da Educação Popular
VISUALIZAR
Sociedade
Volkswagen quer “massificar” carros elétricos com o compacto ID.3
Volkswagen quer “massificar” carros elétricos com o compacto ID.3
VISUALIZAR
Sociedade
Carta de mil padres com críticas a Bolsonaro esquenta racha político na Igreja
Carta de mil padres com críticas a Bolsonaro esquenta racha político na Igreja
VISUALIZAR
Sociedade
Ex-Lava Jato pode responder na Justiça por suposto uso de laranja na contratação de outdoor
Ex-Lava Jato pode responder na Justiça por suposto uso de laranja na contratação de outdoor
VISUALIZAR
Sociedade
Jornalista recebe desculpas de Bolsonaro, mas diz que manterá ação judicial
Jornalista recebe desculpas de Bolsonaro, mas diz que manterá ação judicial
VISUALIZAR
Entrevistas
Milton Nascimento sobre o governo Bolsonaro: “Bicho, que pesadelo é esse? É uma tragédia...
Milton Nascimento sobre o governo Bolsonaro: “Bicho, que pesadelo é esse? É uma tragédia sem parâmetro”
VISUALIZAR