A nova era da informação!

“Relatora aponta 15 irregularidades em contas de campanha de Aécio Neves”

Relatora das contas da campanha de Aécio Neves (PSDB-MG) à Presidência da República no TSE
“Relatora aponta 15 irregularidades em contas de campanha de Aécio Neves”
23

“Relatora aponta 15 irregularidades em contas de campanha de Aécio Neves”

Portal Metrópole

Relatora das contas da campanha de Aécio Neves (PSDB-MG) à Presidência da República no TSE, ministra Maria Thereza de Assis Moura pediu explicações sobre 15 supostas irregularidades detectadas nos documentos entregues à corte; entre as mais graves, estão o fato de Aecio ter repassado ao PSDB uma doação de R$ 2 milhões feita pela empreiteira de Marcelo Odebrecht, mas não ter registrado a transação na prestação de contas

A relatora da prestação de contas da campanha do senador Aécio Neves (PSDB-MG) à Presidência da República no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministra Maria Thereza de Assis Moura, solicitou do tucano explicações sobre 15 supostas irregularidades detectadas nos documentos entregues à corte.

Entre elas está o fato de Aecio ter repassado para o PSDB uma doação de R$ 2 milhões da Odebrecht, mas não ter registrado a transferência na prestação de contas.

“O comitê financeiro nacional para presidente da República do PSDB registrou em sua prestação de contas o recebimento de doação de R$ 2 milhões, efetuada pelo candidato, no entanto, não há o registro da transferência na prestação de contas”, afirma o relatório técnico da Justiça Eleitoral. A Odebrecht é uma das empreiteiras investigadas na Operação Lava Jato e seu presidente, Marcelo Odebrecht, está preso desde 17 julho.

Segundo dados divulgados pelo Estado de S. Paulo, além da Odebrecht, o TSE aponta também uma diferença entre o valor declarado pela campanha e o montante efetivamente doado pela construtora Construbase. O candidato tucano recebeu R$ 1,75 milhão, mas declarou R$ 500 mil.

A ministra Maria Thereza de Assis Moura quer saber também por que a campanha tucana declarou R$ 3,9 milhões em doações estimáveis apenas na prestação de contas retificadora.

Das 15 irregularidades detectadas pelo tribunal, pelo menos três foram consideradas infrações graves. Elas dizem respeito a doações recebidas antes das prestações de contas parciais e que só foram registradas nas prestações finais, somando mais de R$ 6 milhões.

O PSDB informou por meio de nota que já esclareceu ao TSE todas as dúvidas e ratificou os erros apontados pelo tribunal. Segundo o partido, todos as doações foram registradas com os devidos recibos eleitorais, inclusive as da Odebrecht e Construbase, e as falhas detectadas são erros meramente contábeis.

Clique aqui e conheça a América Latina: 

Cataratas do Iguaçu do Brasil e da Argentina

Conheça o Chile e passe por experiência únicas

Tango, Carne e belezas naturais, a fascinante Argentina

São Paulo um dos maiores centros culturais do mundo!

Uruguay de Punta del Este a Montevidéu um país livre para todos!

OUVIR NOTÍCIA

Relatora das contas da campanha de Aécio Neves (PSDB-MG) à Presidência da República no TSE, ministra Maria Thereza de Assis Moura pediu explicações sobre 15 supostas irregularidades detectadas nos documentos entregues à corte; entre as mais graves, estão o fato de Aecio ter repassado ao PSDB uma doação de R$ 2 milhões feita pela empreiteira de Marcelo Odebrecht, mas não ter registrado a transação na prestação de contas

A relatora da prestação de contas da campanha do senador Aécio Neves (PSDB-MG) à Presidência da República no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministra Maria Thereza de Assis Moura, solicitou do tucano explicações sobre 15 supostas irregularidades detectadas nos documentos entregues à corte.

Entre elas está o fato de Aecio ter repassado para o PSDB uma doação de R$ 2 milhões da Odebrecht, mas não ter registrado a transferência na prestação de contas.

“O comitê financeiro nacional para presidente da República do PSDB registrou em sua prestação de contas o recebimento de doação de R$ 2 milhões, efetuada pelo candidato, no entanto, não há o registro da transferência na prestação de contas”, afirma o relatório técnico da Justiça Eleitoral. A Odebrecht é uma das empreiteiras investigadas na Operação Lava Jato e seu presidente, Marcelo Odebrecht, está preso desde 17 julho.

Segundo dados divulgados pelo Estado de S. Paulo, além da Odebrecht, o TSE aponta também uma diferença entre o valor declarado pela campanha e o montante efetivamente doado pela construtora Construbase. O candidato tucano recebeu R$ 1,75 milhão, mas declarou R$ 500 mil.

A ministra Maria Thereza de Assis Moura quer saber também por que a campanha tucana declarou R$ 3,9 milhões em doações estimáveis apenas na prestação de contas retificadora.

Das 15 irregularidades detectadas pelo tribunal, pelo menos três foram consideradas infrações graves. Elas dizem respeito a doações recebidas antes das prestações de contas parciais e que só foram registradas nas prestações finais, somando mais de R$ 6 milhões.

O PSDB informou por meio de nota que já esclareceu ao TSE todas as dúvidas e ratificou os erros apontados pelo tribunal. Segundo o partido, todos as doações foram registradas com os devidos recibos eleitorais, inclusive as da Odebrecht e Construbase, e as falhas detectadas são erros meramente contábeis.

Clique aqui e conheça a América Latina: 

Cataratas do Iguaçu do Brasil e da Argentina

Conheça o Chile e passe por experiência únicas

Tango, Carne e belezas naturais, a fascinante Argentina

São Paulo um dos maiores centros culturais do mundo!

Uruguay de Punta del Este a Montevidéu um país livre para todos!

Fonte

Portal Metrópole

Comentários

Quer mais artigos e as newsletters editoriais no seu e-mail?

Receba as notícias do dia e os alertas de última hora.
[CARREGANDO...]

Confira mais Notícias

Rolê na Fronteira
Turismo Religioso em Buenos Aires, na cidade do Papa
Turismo Religioso em Buenos Aires, na cidade do Papa
VISUALIZAR
Política
Bolsonaro estuda reeditar decreto de Temer que permite explorar minério em reserva da...
Bolsonaro estuda reeditar decreto de Temer que permite explorar minério em reserva da Amazônia
VISUALIZAR
Política
Vaza Jato mostra que heróis são “vampiros de Curitiba”
Vaza Jato mostra que heróis são “vampiros de Curitiba”
VISUALIZAR
Sociedade
Desigualdade rouba até 18 anos de expectativa de vida na América Latina
Desigualdade rouba até 18 anos de expectativa de vida na América Latina
VISUALIZAR
Sociedade
A demanda chinesa que ameaça o jumento brasileiro
A demanda chinesa que ameaça o jumento brasileiro
VISUALIZAR
Entretenimento
Batman completa 80 anos com uma HQ com cheiro de revolução
Batman completa 80 anos com uma HQ com cheiro de revolução
VISUALIZAR
Fale com a redação!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )