A nova era da informação!

Em Alta

ONU Mulheres se pronuncia contra a violência de gênero e o racismo sofrido por Kenia Maria, e Gabriela Dias

São inaceitáveis os ataques dirigidos à Kenia Maria e Gabriela Dias, os quais evidenciam
ONU Mulheres se pronuncia contra a violência de gênero e o racismo sofrido por Kenia Maria, e Gabriela Dias
12

ONU Mulheres se pronuncia contra a violência de gênero e o racismo sofrido por Kenia Maria, e Gabriela Dias

Nadine Gasman / Representante da ONU Mulheres Brasil

 São inaceitáveis os ataques dirigidos à Kenia Maria e Gabriela Dias, os quais evidenciam, às vésperas do Dia Internacional das Mulheres, os tipos de violência sexista e racista a que as afro-brasileiras estão expostas. O racismo e o machismo são veementemente repudiados pela ONU Mulheres, sendo alvo do trabalho cotidiano da organização para transformações estruturais voltadas à eliminação de tais práticas.

Como defensora da ONU Mulheres Brasil, Kenia Maria atua sistematicamente para a conscientização pública sobre a igualdade de gênero e o empoderamento das mulheres. Durante o carnaval 2018, Kenia apoiou campanhas contra o assédio. A defensora exerce o seu voluntariado com afinco para a sensibilização da sociedade brasileira contra o racismo e a violação de direitos das mulheres negras em favor do alcance das demandas da Marcha das Mulheres Negras e em diálogo com ativistas integradas ao Comitê Mulheres Negras Rumo a um Planeta 50-50 em 2030, parceiro da ONU Mulheres. Ademais, é uma das voluntárias da campanha Vidas Negras da ONU pelo fim da violência contra a juventude negra.

Foto: Daniel Chiaco

No Mês das Mulheres, conclamamos a sociedade brasileira, empresas e instituições públicas para tolerância zero à violência contra as mulheres, especialmente as mulheres negras pela vulnerabilidade de violências racistas e sexistas.

Clique aqui e conheça a América Latina: 

Cataratas do Iguaçu do Brasil e da Argentina

Conheça o Chile e passe por experiência únicas

Tango, Carne e belezas naturais, a fascinante Argentina

São Paulo um dos maiores centros culturais do mundo!

Uruguay de Punta del Este a Montevidéu um país livre para todos!

OUVIR NOTÍCIA

 São inaceitáveis os ataques dirigidos à Kenia Maria e Gabriela Dias, os quais evidenciam, às vésperas do Dia Internacional das Mulheres, os tipos de violência sexista e racista a que as afro-brasileiras estão expostas. O racismo e o machismo são veementemente repudiados pela ONU Mulheres, sendo alvo do trabalho cotidiano da organização para transformações estruturais voltadas à eliminação de tais práticas.

Como defensora da ONU Mulheres Brasil, Kenia Maria atua sistematicamente para a conscientização pública sobre a igualdade de gênero e o empoderamento das mulheres. Durante o carnaval 2018, Kenia apoiou campanhas contra o assédio. A defensora exerce o seu voluntariado com afinco para a sensibilização da sociedade brasileira contra o racismo e a violação de direitos das mulheres negras em favor do alcance das demandas da Marcha das Mulheres Negras e em diálogo com ativistas integradas ao Comitê Mulheres Negras Rumo a um Planeta 50-50 em 2030, parceiro da ONU Mulheres. Ademais, é uma das voluntárias da campanha Vidas Negras da ONU pelo fim da violência contra a juventude negra.

Foto: Daniel Chiaco

No Mês das Mulheres, conclamamos a sociedade brasileira, empresas e instituições públicas para tolerância zero à violência contra as mulheres, especialmente as mulheres negras pela vulnerabilidade de violências racistas e sexistas.

Clique aqui e conheça a América Latina: 

Cataratas do Iguaçu do Brasil e da Argentina

Conheça o Chile e passe por experiência únicas

Tango, Carne e belezas naturais, a fascinante Argentina

São Paulo um dos maiores centros culturais do mundo!

Uruguay de Punta del Este a Montevidéu um país livre para todos!

Fonte

Nadine Gasman / Representante da ONU Mulheres Brasil

Comentários

Quer mais artigos e as newsletters editoriais no seu e-mail?

Receba as notícias do dia e os alertas de última hora.
[CARREGANDO...]

Confira mais Notícias

Rolê na Fronteira
Feira Livre de Trocas da Tríplice Fronteira acontece no domingo, dia 10 de novembro em Foz do...
Feira Livre de Trocas da Tríplice Fronteira acontece no domingo, dia 10 de novembro em Foz do Iguaçu
VISUALIZAR
Sociedade
Em 6 meses, 35 mil mulheres foram vítimas de violência doméstica
Em 6 meses, 35 mil mulheres foram vítimas de violência doméstica
VISUALIZAR
Sociedade
MPPR propõe denúncia por crimes na gestão do transporte em Foz do Iguaçu
MPPR propõe denúncia por crimes na gestão do transporte em Foz do Iguaçu
VISUALIZAR
América Latina
Argentina: Fernández e Kirchner vencem Macri em retomada da esquerda
Argentina: Fernández e Kirchner vencem Macri em retomada da esquerda
VISUALIZAR
América Latina
Bogotá elege Claudia López prefeita, primeira mulher a comandar a capital da Colômbia
Bogotá elege Claudia López prefeita, primeira mulher a comandar a capital da Colômbia
VISUALIZAR
Agenda de Eventos
2ª Marcha da Diversidade e do Orgulho LGBTTQIAP+ da Tríplice Fronteira
2ª  Marcha da Diversidade e do Orgulho LGBTTQIAP+ da Tríplice Fronteira
VISUALIZAR
Fale com a redação!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )