A nova era da informação!

Em Alta

Nutella é responsável por desmatamento e morte de orangotangos

Com certeza você já ouviu falar em Nutella, a famosa pasta de avelã e cacau. O alimento é comercializado no mundo todo
Nutella é responsável por desmatamento e morte de orangotangos
25

Nutella é responsável por desmatamento e morte de orangotangos

Com certeza você já ouviu falar em Nutella, a famosa pasta de avelã e cacau. O alimento é comercializado no mundo todo e atrai principalmente os mais jovens, pelo sabor adocicado.

Há quem coloque Nutella no sorvete, na sobremesa, no pão ou no café. Ou seja: de fato é um produto muito consumido. Mas você sabe qual é a principal matéria-prima para se fazer essa delícia e tantas outras vendidas no mercado?

É o óleo de palma. É qual o problema disso? É a destruição ambiental das ilhas de Sumatra e Bórneu, o habitat natural dos orangotangos, que vivem nas matas dessas ilhas. O óleo de palma tem um custo baixo e não altera o sabor dos alimentos. É tudo o que um produto como Nutella precisa.

Mas o problema é que estão destruindo florestas como as de Sumatra e Bornéu para o plantio de palmeiras, ignorando espécies que dependem de uma vegetação vasta variada, que é o caso dos orangotangos.

Na queima de florestas, os orangotangos são espancados, mutilados e até queimados vivos. Não existe um programa de proteção oficial para protegê-los.

Ou seja, o óleo de palma é um inimigo das espécies nativas das paradisíacas ilhas de Sumatra e Bornéu.

Para você ter ideia, algum tempo atrás, a ministra do Meio ambiente da França, Segolene Royal, pediu à população que deixasse de consumir produtos feitos com óleo de palma, como o creme  Nutella, para evitar a destruição ambiental e a extinção dos orangotangos.

E não há nenhum exagero. A cada minuto, desaparece nessas ilhas o equivalente a seis campos de futebol, destruindo plantas e animais.

E a culpa todos sabem de quem é: das empresas que plantam palma para extração de seu óleo, que é muito usado pela indústria de vários produtos, desde cosméticos até alimentos como Nutella.

Mais de 50.000 orangotangos foram mortos em 20 anos, incendiados para dar espaço para grandes plantios de palma.

Todos os anos 50 milhões de toneladas de óleo de palma são produzidos. E o preço disso para a humanidade não é baixo: é a destruição de 2 milhões de hectares de uma densa e maravilhosa floresta queimada pelos plantadores.

Se continuar assim, até o ano de 2033 essas selvas não existirão mais. Antes disso, os orangotangos deixarão de existir. Muitas organizações ambientais tentam parar com essa loucura. E nós seres humanos conscientes precisamos nos unir.

Campanhas de conscientização e acordos são necessários para impedir esse trágico final. Não estamos pensando apenas nas florestas, mas nos animais que são mortos, na emissão de gases que favorecem o aquecimento global e tudo o mais.

Nutella se defende

A Ferrero, empresa que fabrica o produto, garante estar consciente de seus compromissos ambientais.

E afirma que adota diversos cuidados em relação ao fornecimento de óleo de palmeira.

Clique aqui e conheça a América Latina: 

Cataratas do Iguaçu do Brasil e da Argentina

Conheça o Chile e passe por experiência únicas

Tango, Carne e belezas naturais, a fascinante Argentina

São Paulo um dos maiores centros culturais do mundo!

Uruguay de Punta del Este a Montevidéu um país livre para todos!

OUVIR NOTÍCIA

Com certeza você já ouviu falar em Nutella, a famosa pasta de avelã e cacau. O alimento é comercializado no mundo todo e atrai principalmente os mais jovens, pelo sabor adocicado.

Há quem coloque Nutella no sorvete, na sobremesa, no pão ou no café. Ou seja: de fato é um produto muito consumido. Mas você sabe qual é a principal matéria-prima para se fazer essa delícia e tantas outras vendidas no mercado?

É o óleo de palma. É qual o problema disso? É a destruição ambiental das ilhas de Sumatra e Bórneu, o habitat natural dos orangotangos, que vivem nas matas dessas ilhas. O óleo de palma tem um custo baixo e não altera o sabor dos alimentos. É tudo o que um produto como Nutella precisa.

Mas o problema é que estão destruindo florestas como as de Sumatra e Bornéu para o plantio de palmeiras, ignorando espécies que dependem de uma vegetação vasta variada, que é o caso dos orangotangos.

Na queima de florestas, os orangotangos são espancados, mutilados e até queimados vivos. Não existe um programa de proteção oficial para protegê-los.

Ou seja, o óleo de palma é um inimigo das espécies nativas das paradisíacas ilhas de Sumatra e Bornéu.

Para você ter ideia, algum tempo atrás, a ministra do Meio ambiente da França, Segolene Royal, pediu à população que deixasse de consumir produtos feitos com óleo de palma, como o creme  Nutella, para evitar a destruição ambiental e a extinção dos orangotangos.

E não há nenhum exagero. A cada minuto, desaparece nessas ilhas o equivalente a seis campos de futebol, destruindo plantas e animais.

E a culpa todos sabem de quem é: das empresas que plantam palma para extração de seu óleo, que é muito usado pela indústria de vários produtos, desde cosméticos até alimentos como Nutella.

Mais de 50.000 orangotangos foram mortos em 20 anos, incendiados para dar espaço para grandes plantios de palma.

Todos os anos 50 milhões de toneladas de óleo de palma são produzidos. E o preço disso para a humanidade não é baixo: é a destruição de 2 milhões de hectares de uma densa e maravilhosa floresta queimada pelos plantadores.

Se continuar assim, até o ano de 2033 essas selvas não existirão mais. Antes disso, os orangotangos deixarão de existir. Muitas organizações ambientais tentam parar com essa loucura. E nós seres humanos conscientes precisamos nos unir.

Campanhas de conscientização e acordos são necessários para impedir esse trágico final. Não estamos pensando apenas nas florestas, mas nos animais que são mortos, na emissão de gases que favorecem o aquecimento global e tudo o mais.

Nutella se defende

A Ferrero, empresa que fabrica o produto, garante estar consciente de seus compromissos ambientais.

E afirma que adota diversos cuidados em relação ao fornecimento de óleo de palmeira.

Clique aqui e conheça a América Latina: 

Cataratas do Iguaçu do Brasil e da Argentina

Conheça o Chile e passe por experiência únicas

Tango, Carne e belezas naturais, a fascinante Argentina

São Paulo um dos maiores centros culturais do mundo!

Uruguay de Punta del Este a Montevidéu um país livre para todos!

Comentários

Quer mais artigos e as newsletters editoriais no seu e-mail?

Receba as notícias do dia e os alertas de última hora.
[CARREGANDO...]

Confira mais Notícias

Rolê na Fronteira
Feira Livre de Trocas da Tríplice Fronteira acontece no domingo, dia 10 de novembro em Foz do...
Feira Livre de Trocas da Tríplice Fronteira acontece no domingo, dia 10 de novembro em Foz do Iguaçu
VISUALIZAR
Sociedade
Em 6 meses, 35 mil mulheres foram vítimas de violência doméstica
Em 6 meses, 35 mil mulheres foram vítimas de violência doméstica
VISUALIZAR
Sociedade
MPPR propõe denúncia por crimes na gestão do transporte em Foz do Iguaçu
MPPR propõe denúncia por crimes na gestão do transporte em Foz do Iguaçu
VISUALIZAR
América Latina
Argentina: Fernández e Kirchner vencem Macri em retomada da esquerda
Argentina: Fernández e Kirchner vencem Macri em retomada da esquerda
VISUALIZAR
América Latina
Bogotá elege Claudia López prefeita, primeira mulher a comandar a capital da Colômbia
Bogotá elege Claudia López prefeita, primeira mulher a comandar a capital da Colômbia
VISUALIZAR
Agenda de Eventos
2ª Marcha da Diversidade e do Orgulho LGBTTQIAP+ da Tríplice Fronteira
2ª  Marcha da Diversidade e do Orgulho LGBTTQIAP+ da Tríplice Fronteira
VISUALIZAR
Fale com a redação!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )