A nova era da informação!

Em Alta

MPPR propõe denúncia por crimes na gestão do transporte em Foz do Iguaçu

O Ministério Público do Paraná denunciou 13 pessoas pela prática de crimes de desvio de recursos públicos,
MPPR propõe denúncia por crimes na gestão do transporte em Foz do Iguaçu
67

MPPR propõe denúncia por crimes na gestão do transporte em Foz do Iguaçu

Assessoria de Comunicação - MPPR

O Ministério Público do Paraná denunciou 13 pessoas pela prática de crimes de desvio de recursos públicos, usurpação de função pública e lavagem de dinheiro no âmbito do transporte coletivo de Foz do Iguaçu, Oeste do estado. A denúncia é um desdobramento da Operação Riquixá, deflagrada pelo MPPR em 2016, a partir de Guarapuava, que apurou a existência de organização criminosa no segmento de concessão de transporte coletivo urbano em diversas cidades do país.

Os fatos denunciados nesta terça-feira, 28 de outubro, datam de 2010. São requeridos integrantes de um grupo empresarial que possui concessões do transporte coletivo em diversos municípios paranaenses que, no caso de Foz do Iguaçu, se aliaram a empresários locais. Também são alvos da denúncia dois advogados (que faziam parte do núcleo técnico da organização criminosa, já denunciado no âmbito da operação), dois ex-secretários municipais (à época, ocupavam as pastas de Administração e Obras), uma servidora do setor de licitações e um procurador jurídico.

As investigações foram conduzidas pelo Núcleo de Guarapuava do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) e pelo Grupo Especializado na Proteção ao Patrimônio Público e no Combate à Improbidade Administrativa (Gepatria).

Saiba mais

Os processos vinculados à Operação Riquixá – seis ações penais até o momento – tramitam na 1ª Vara Criminal de Guarapuava. Acesse aqui para mais detalhes.

OUVIR NOTÍCIA

O Ministério Público do Paraná denunciou 13 pessoas pela prática de crimes de desvio de recursos públicos, usurpação de função pública e lavagem de dinheiro no âmbito do transporte coletivo de Foz do Iguaçu, Oeste do estado. A denúncia é um desdobramento da Operação Riquixá, deflagrada pelo MPPR em 2016, a partir de Guarapuava, que apurou a existência de organização criminosa no segmento de concessão de transporte coletivo urbano em diversas cidades do país.

Os fatos denunciados nesta terça-feira, 28 de outubro, datam de 2010. São requeridos integrantes de um grupo empresarial que possui concessões do transporte coletivo em diversos municípios paranaenses que, no caso de Foz do Iguaçu, se aliaram a empresários locais. Também são alvos da denúncia dois advogados (que faziam parte do núcleo técnico da organização criminosa, já denunciado no âmbito da operação), dois ex-secretários municipais (à época, ocupavam as pastas de Administração e Obras), uma servidora do setor de licitações e um procurador jurídico.

As investigações foram conduzidas pelo Núcleo de Guarapuava do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) e pelo Grupo Especializado na Proteção ao Patrimônio Público e no Combate à Improbidade Administrativa (Gepatria).

Saiba mais

Os processos vinculados à Operação Riquixá – seis ações penais até o momento – tramitam na 1ª Vara Criminal de Guarapuava. Acesse aqui para mais detalhes.

Fonte

Assessoria de Comunicação - MPPR

Comentários

Quer mais artigos e as newsletters editoriais no seu e-mail?

Receba as notícias do dia e os alertas de última hora.
[CARREGANDO...]

Confira mais Notícias

Rolê na Fronteira
Feira Livre de Trocas da Tríplice Fronteira acontece no domingo, dia 10 de novembro em Foz do...
Feira Livre de Trocas da Tríplice Fronteira acontece no domingo, dia 10 de novembro em Foz do Iguaçu
VISUALIZAR
Sociedade
Em 6 meses, 35 mil mulheres foram vítimas de violência doméstica
Em 6 meses, 35 mil mulheres foram vítimas de violência doméstica
VISUALIZAR
América Latina
Argentina: Fernández e Kirchner vencem Macri em retomada da esquerda
Argentina: Fernández e Kirchner vencem Macri em retomada da esquerda
VISUALIZAR
América Latina
Bogotá elege Claudia López prefeita, primeira mulher a comandar a capital da Colômbia
Bogotá elege Claudia López prefeita, primeira mulher a comandar a capital da Colômbia
VISUALIZAR
Agenda de Eventos
2ª Marcha da Diversidade e do Orgulho LGBTTQIAP+ da Tríplice Fronteira
2ª  Marcha da Diversidade e do Orgulho LGBTTQIAP+ da Tríplice Fronteira
VISUALIZAR
Política
Governador do Paraná e Renato Feder denunciados no Ministério Público por fraudar IDEB
Governador do Paraná e Renato Feder denunciados no Ministério Público por fraudar IDEB
VISUALIZAR
Fale com a redação!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )