Portal NFL

M.Officer é multada em R$ 6 milhões por trabalho escravo

Há cerca de dois anos, bolivianos que fabricavam peças para a M.Officer foram encontrados trabalhando em condições análogas
M.Officer é multada em R$ 6 milhões por trabalho escravo
130

M.Officer é multada em R$ 6 milhões por trabalho escravo

Há cerca de dois anos, bolivianos que fabricavam peças para a M.Officer foram encontrados trabalhando em condições análogas à escravidão. Hoje, a Justiça de Trabalho determinou que a M5 Indústria e Comércio, dona da marca, deverá pagar uma multa de R$ 6 milhões pelo caso.

A empresa pagará R$ 4 milhões por danos morais coletivos e R$ 2 milhões por ‘dumping’ social – quando os baixos custos de mão de obra são utilizados para praticar concorrência injusta. A defesa justificou que a M5 não era responsável pelas situações nas confecções, mas a juíza Adriana Prado Lima desconsiderou os argumentos.

A condenação é consequência da ação civil pública movida pelo Ministério Público do Trabalho (MPT), que afirmou que os funcionários trabalhavam em ambientes degradantes e por períodos exaustivos. A oficina de costura, que ficava no Bom Retiro, tinha risco de incêndio e não era diferenciada de residência. Os imigrantes ganhavam de R$ 3 a R$ 6 e faziam uma jornada de 14 horas por dia.

Além disso, o caso foi relacionado a tráfico de pessoas porque os bolivianos afirmaram que pagavam passagens para o Brasil com as roupas produzidas.

Os valores da ação serão destinados ao Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT), como todas as outras deste tipo.

Clique aqui e conheça a América Latina: 

Cataratas do Iguaçu do Brasil e da Argentina

Conheça o Chile e passe por experiência únicas

Tango, Carne e belezas naturais, a fascinante Argentina

São Paulo um dos maiores centros culturais do mundo!

Uruguay de Punta del Este a Montevidéu um país livre para todos!

 

 

 

OUVIR NOTÍCIA

Há cerca de dois anos, bolivianos que fabricavam peças para a M.Officer foram encontrados trabalhando em condições análogas à escravidão. Hoje, a Justiça de Trabalho determinou que a M5 Indústria e Comércio, dona da marca, deverá pagar uma multa de R$ 6 milhões pelo caso.

A empresa pagará R$ 4 milhões por danos morais coletivos e R$ 2 milhões por ‘dumping’ social – quando os baixos custos de mão de obra são utilizados para praticar concorrência injusta. A defesa justificou que a M5 não era responsável pelas situações nas confecções, mas a juíza Adriana Prado Lima desconsiderou os argumentos.

A condenação é consequência da ação civil pública movida pelo Ministério Público do Trabalho (MPT), que afirmou que os funcionários trabalhavam em ambientes degradantes e por períodos exaustivos. A oficina de costura, que ficava no Bom Retiro, tinha risco de incêndio e não era diferenciada de residência. Os imigrantes ganhavam de R$ 3 a R$ 6 e faziam uma jornada de 14 horas por dia.

Além disso, o caso foi relacionado a tráfico de pessoas porque os bolivianos afirmaram que pagavam passagens para o Brasil com as roupas produzidas.

Os valores da ação serão destinados ao Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT), como todas as outras deste tipo.

Clique aqui e conheça a América Latina: 

Cataratas do Iguaçu do Brasil e da Argentina

Conheça o Chile e passe por experiência únicas

Tango, Carne e belezas naturais, a fascinante Argentina

São Paulo um dos maiores centros culturais do mundo!

Uruguay de Punta del Este a Montevidéu um país livre para todos!

 

 

 

Comentários

Quer mais artigos e as newsletters editoriais no seu e-mail?

Receba as notícias do dia e os alertas de última hora.
[CARREGANDO...]

Confira mais Notícias

Sociedade
Para combater a “pandemia da fome”, MST já doou mais de 600 toneladas de alimentos
Para combater a “pandemia da fome”, MST já doou mais de 600 toneladas de alimentos
VISUALIZAR
Sociedade
MPF denuncia coronel da reserva que incentivou intervenção militar. Leia a denúncia!
MPF denuncia coronel da reserva que incentivou intervenção militar. Leia a denúncia!
VISUALIZAR
História
Quais Foram Os Erros Que Fizeram A Pandemia De 1918 Durar Dois Anos?
Quais Foram Os Erros Que Fizeram A Pandemia De 1918 Durar Dois Anos?
VISUALIZAR
História
A Gripe De 1918 – Por Nelson Rodrigues, Uma Crônica Muito Atual
A Gripe De 1918 – Por Nelson Rodrigues, Uma Crônica Muito Atual
VISUALIZAR
Sociedade
Cresce a oposição de evangélicos a Bolsonaro: “Clamor de fé pelo Brasil” - Leia e...
Cresce a oposição de evangélicos a Bolsonaro: “Clamor de fé pelo Brasil” - Leia e Assine o Manisfesto!
VISUALIZAR
Variedades
Como organizar e limpar sua biblioteca
Como organizar e limpar sua biblioteca
VISUALIZAR