Portal NFL

Em Alta

Janot denuncia Renan Calheiros ao STF por lavagem de dinheiro e corrupção

Junto com o deputado federal Aníbal Gomes (PMDB-CE), presidente do Senado foi denunciado pela primeira vez na Operação Lava-Jato
Janot denuncia Renan Calheiros ao STF por lavagem de dinheiro e corrupção
113

Janot denuncia Renan Calheiros ao STF por lavagem de dinheiro e corrupção

Junto com o deputado federal Aníbal Gomes (PMDB-CE), presidente do Senado foi denunciado pela primeira vez na Operação Lava-Jato

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, ofereceu ao Supremo Tribunal Federal (STF) denúncia contra o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), em um dos inquéritos contra o peemedebista abertos no âmbito da Operação Lava-Jato. Renan é suspeito de cometer os crimes de corrupção ativa e lavagem de dinheiro.

Segundo a investigação, Renan teria recebido R$ 800 mil em propina por meio de doações da empreiteira Serveng. O deputado Aníbal Gomes foi denunciado junto com Renan Calheiros. No pedido, o PGR solicita ainda a perda das funções públicas dos parlamentares.

Para o procurador-geral da República, o objetivo real do repasse foi comprar a atuação política de Renan e Aníbal para que Paulo Roberto Costa fosse mantido na diretoria de Abastecimento da Petrobras. Em troca, o ex-executivo da estatal atuaria para favorecer a Serveng em licitações.

Foram identificadas duas doações oficiais ao PMDB em 2010, nos valores de R$ 500 mil e R$ 300 mil, operacionalizadas por um diretor comercial da Serveng, também denunciado.

Na denúncia, Janot ressalta que o apoio do PMDB a Paulo Roberto Costa foi confirmado nas delações premiadas do senador cassado Delcídio Amaral, do operador financeiro Fernando Soares — conhecido como Fernando Baiano — e do doleiro Alberto Youssef.

Janot pede que Renan e Aníbal devolvam R$ 1,6 milhão aos cofres públicos, a título de reparação material e de “danos transindividuais causados”.

A denúncia resultou na abertura do 11º inquérito contra Renan Calheiros no STF, nove deles derivados das investigações da Lava-Jato. Desde o início do mês, o senador se tornou réu no Supremo, acusado de peculato em uma ação penal não relacionada aos desvios na Petrobras.

O deputado Aníbal Gomes também se tornou réu no STF há uma semana, acusado de corrupção ativa e lavagem de dinheiro, numa ação penal também relacionada à Lava-Jato.

 

Clique aqui e conheça a América Latina: 

Cataratas do Iguaçu do Brasil e da Argentina

Conheça o Chile e passe por experiência únicas

Tango, Carne e belezas naturais, a fascinante Argentina

São Paulo um dos maiores centros culturais do mundo!

Uruguay de Punta del Este a Montevidéu um país livre para todos!

OUVIR NOTÍCIA

Junto com o deputado federal Aníbal Gomes (PMDB-CE), presidente do Senado foi denunciado pela primeira vez na Operação Lava-Jato

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, ofereceu ao Supremo Tribunal Federal (STF) denúncia contra o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), em um dos inquéritos contra o peemedebista abertos no âmbito da Operação Lava-Jato. Renan é suspeito de cometer os crimes de corrupção ativa e lavagem de dinheiro.

Segundo a investigação, Renan teria recebido R$ 800 mil em propina por meio de doações da empreiteira Serveng. O deputado Aníbal Gomes foi denunciado junto com Renan Calheiros. No pedido, o PGR solicita ainda a perda das funções públicas dos parlamentares.

Para o procurador-geral da República, o objetivo real do repasse foi comprar a atuação política de Renan e Aníbal para que Paulo Roberto Costa fosse mantido na diretoria de Abastecimento da Petrobras. Em troca, o ex-executivo da estatal atuaria para favorecer a Serveng em licitações.

Foram identificadas duas doações oficiais ao PMDB em 2010, nos valores de R$ 500 mil e R$ 300 mil, operacionalizadas por um diretor comercial da Serveng, também denunciado.

Na denúncia, Janot ressalta que o apoio do PMDB a Paulo Roberto Costa foi confirmado nas delações premiadas do senador cassado Delcídio Amaral, do operador financeiro Fernando Soares — conhecido como Fernando Baiano — e do doleiro Alberto Youssef.

Janot pede que Renan e Aníbal devolvam R$ 1,6 milhão aos cofres públicos, a título de reparação material e de “danos transindividuais causados”.

A denúncia resultou na abertura do 11º inquérito contra Renan Calheiros no STF, nove deles derivados das investigações da Lava-Jato. Desde o início do mês, o senador se tornou réu no Supremo, acusado de peculato em uma ação penal não relacionada aos desvios na Petrobras.

O deputado Aníbal Gomes também se tornou réu no STF há uma semana, acusado de corrupção ativa e lavagem de dinheiro, numa ação penal também relacionada à Lava-Jato.

 

Clique aqui e conheça a América Latina: 

Cataratas do Iguaçu do Brasil e da Argentina

Conheça o Chile e passe por experiência únicas

Tango, Carne e belezas naturais, a fascinante Argentina

São Paulo um dos maiores centros culturais do mundo!

Uruguay de Punta del Este a Montevidéu um país livre para todos!

Comentários

Quer mais artigos e as newsletters editoriais no seu e-mail?

Receba as notícias do dia e os alertas de última hora.
[CARREGANDO...]

Confira mais Notícias

Economia
Com R$ 13,7 bi, Bradesco e Itaú lideram lucros, enquanto Petrobras tem prejuízo de R$ 51,5...
Com R$ 13,7 bi, Bradesco e Itaú lideram lucros, enquanto Petrobras tem prejuízo de R$ 51,5 bi na pandemia
VISUALIZAR
Sociedade
Bolsonaro veta auxílio a agricultores familiares
Bolsonaro veta auxílio a agricultores familiares
VISUALIZAR
Política
“Em agenda em Foz do Iguaçu Bolsonaro é recebido com faixa: Por que Michelle recebeu R$ 89...
“Em agenda em Foz do Iguaçu Bolsonaro é recebido com faixa: Por que Michelle recebeu R$ 89 mil do Queiroz?”
VISUALIZAR
Sociedade
Agrotóxico glifosato tem nova condenação nos EUA por causar câncer
Agrotóxico glifosato tem nova condenação nos EUA por causar câncer
VISUALIZAR
Sociedade
'Já deixei de comer, mas não quero que o meu bicho passe fome', diz idosa que apela por...
'Já deixei de comer, mas não quero que o meu bicho passe fome', diz idosa que apela por adoção de seus mais de 20 pets
VISUALIZAR
Sociedade
Moby chama atenção para desmatamento na Amazônia em novo clipe
Moby chama atenção para desmatamento na Amazônia em novo clipe
VISUALIZAR