A nova era da informação!

Em Alta

Invasores de terra indígena em Rondônia ameaçam matar crianças

Segundo carta enviada ao Ibama, invasores adentraram a região da aldeia e desmataram cerca de 20 km
Invasores de terra indígena em Rondônia ameaçam matar crianças
21

Invasores de terra indígena em Rondônia ameaçam matar crianças

Por Caio Lencioni / Veja e G1

Segundo carta enviada ao Ibama, invasores adentraram a região da aldeia e desmataram cerca de 20 km

No dia 14 de janeiro, Carlos Alberto Paraguassu, superintendente do Ibama em Rondônia, recebeu uma carta de representantes da terra indígena Uru-eu-wau-wau. Na carta, os representantes relatavam ameaças e invasões que estavam acontecendo na região.

De acordo com a carta, os invasores adentraram a região da aldeia e desmataram uma faixa de aproximadamente 20 km. O documento também relata que eram cerca de 40 invasores e que o objetivo era grilar a terra indígena.

Após os Uru-eu-wau-wau expulsarem os invasores, o chefe da invasão ameaçou voltar com mais 200 invasores e disse que, se os indígenas resistissem, “eles matariam crianças para os indígenas sentirem a dor”.

De acordo com Ivaneide Bandeira, coordenadora-geral da Associação de Defesa Etnoambiental Kanindé, os discursos do novo governo motivaram o aumento das agressões.

Em outra carta feita pela Associação do Povo Indígena Uru-eu-wau-wau, a entidade declarou que os indígenas estão psicologicamente abalados com a situação, pois não se sentem seguros em sair para pescar, caçar ou coletar frutos.

No dia 30 de janeiro, Franklimberg de Freitas, presidente da FUNAI, foi até a aldeia Alto Jamari, onde estavam realizando um encontro de lideranças indígenas para decidir qual atitude seria viável diante das invasões.

Clique aqui e conheça a América Latina: 

Cataratas do Iguaçu do Brasil e da Argentina

Conheça o Chile e passe por experiência únicas

Tango, Carne e belezas naturais, a fascinante Argentina

São Paulo um dos maiores centros culturais do mundo!

Uruguay de Punta del Este a Montevidéu um país livre para todos!

OUVIR NOTÍCIA

Segundo carta enviada ao Ibama, invasores adentraram a região da aldeia e desmataram cerca de 20 km

No dia 14 de janeiro, Carlos Alberto Paraguassu, superintendente do Ibama em Rondônia, recebeu uma carta de representantes da terra indígena Uru-eu-wau-wau. Na carta, os representantes relatavam ameaças e invasões que estavam acontecendo na região.

De acordo com a carta, os invasores adentraram a região da aldeia e desmataram uma faixa de aproximadamente 20 km. O documento também relata que eram cerca de 40 invasores e que o objetivo era grilar a terra indígena.

Após os Uru-eu-wau-wau expulsarem os invasores, o chefe da invasão ameaçou voltar com mais 200 invasores e disse que, se os indígenas resistissem, “eles matariam crianças para os indígenas sentirem a dor”.

De acordo com Ivaneide Bandeira, coordenadora-geral da Associação de Defesa Etnoambiental Kanindé, os discursos do novo governo motivaram o aumento das agressões.

Em outra carta feita pela Associação do Povo Indígena Uru-eu-wau-wau, a entidade declarou que os indígenas estão psicologicamente abalados com a situação, pois não se sentem seguros em sair para pescar, caçar ou coletar frutos.

No dia 30 de janeiro, Franklimberg de Freitas, presidente da FUNAI, foi até a aldeia Alto Jamari, onde estavam realizando um encontro de lideranças indígenas para decidir qual atitude seria viável diante das invasões.

Clique aqui e conheça a América Latina: 

Cataratas do Iguaçu do Brasil e da Argentina

Conheça o Chile e passe por experiência únicas

Tango, Carne e belezas naturais, a fascinante Argentina

São Paulo um dos maiores centros culturais do mundo!

Uruguay de Punta del Este a Montevidéu um país livre para todos!

Fonte

Por Caio Lencioni / Veja e G1

Comentários

Quer mais artigos e as newsletters editoriais no seu e-mail?

Receba as notícias do dia e os alertas de última hora.
[CARREGANDO...]

Confira mais Notícias

Rolê na Fronteira
Feira Livre de Trocas da Tríplice Fronteira acontece no domingo, dia 10 de novembro em Foz do...
Feira Livre de Trocas da Tríplice Fronteira acontece no domingo, dia 10 de novembro em Foz do Iguaçu
VISUALIZAR
Sociedade
Em 6 meses, 35 mil mulheres foram vítimas de violência doméstica
Em 6 meses, 35 mil mulheres foram vítimas de violência doméstica
VISUALIZAR
Sociedade
MPPR propõe denúncia por crimes na gestão do transporte em Foz do Iguaçu
MPPR propõe denúncia por crimes na gestão do transporte em Foz do Iguaçu
VISUALIZAR
América Latina
Argentina: Fernández e Kirchner vencem Macri em retomada da esquerda
Argentina: Fernández e Kirchner vencem Macri em retomada da esquerda
VISUALIZAR
América Latina
Bogotá elege Claudia López prefeita, primeira mulher a comandar a capital da Colômbia
Bogotá elege Claudia López prefeita, primeira mulher a comandar a capital da Colômbia
VISUALIZAR
Agenda de Eventos
2ª Marcha da Diversidade e do Orgulho LGBTTQIAP+ da Tríplice Fronteira
2ª  Marcha da Diversidade e do Orgulho LGBTTQIAP+ da Tríplice Fronteira
VISUALIZAR
Fale com a redação!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )