A nova era da informação!

Fidel Castro diz que EUA devem milhões de dólares a Cuba por danos desde fim de 2ª Guerra

Em carta publicada no dia de seu 89º aniversário e na véspera da abertura da embaixada dos EUA em Havana
Fidel Castro diz que EUA devem milhões de dólares a Cuba por danos desde fim de 2ª Guerra
21

Fidel Castro diz que EUA devem milhões de dólares a Cuba por danos desde fim de 2ª Guerra

Por Opera Mundi

Em carta publicada no dia de seu 89º aniversário e na véspera da abertura da embaixada dos EUA em Havana, o líder cubano também desejou a ‘igualdade de todos os cidadãos’.

No dia de seu 89º aniversário, o líder da Revolução Cubana, Fidel Castro, declarou em artigo publicado nesta quinta-feira (13) que os Estados Unidos devem a Cuba indenizações milionárias pelos danos que sua política causou contra a ilha desde o fim da 2ª Guerra Mundial.

Segundo o ex-presidente cubano, após o conflito, os norte-americanos concentraram “quase todo ouro do mundo” e obtiveram “o melhor armamento da Terra”, mesmo “frente a um mundo destroçado, repleto de mortos, feridos e famintos”.

Neste panorama, Washington tomou decisões econômicas — como nos acordos de Bretton Woods — que favoreceram o país, mas que criaram as “bases de uma crise” que ameaça os países, incluindo EUA e Cuba.

“Devem a Cuba indenizações equivalentes a danos, que chegam a vários milhões de dólares como denunciou nosso país com argumentos e dados irrefutáveis ao longo de suas intervenções nas Nações Unidas”, escreveu Castro.

Intitulada “A realidade e os sonhos” e publicada no jornal oficial Granma, a carta chega à véspera da visita do secretário de Estado norte-americano, John Kerry, a Havana. Na primeira visita de um líder diplomático à ilha em mais de cinquenta anos, Kerry deve hastear a bandeira dos EUA na reabertura da embaixada na capital.

Ainda no artigo, Castro critica o lançamento da bomba atômica dos EUA contra as cidades japonesas de Hiroshima e Nagasaki, que deixaram quase 250 mil mortos há 70 anos, mesmo quando “o império japonês já estava vencido”.

Na carta escrita antes das celebrações de seu aniversário, o líder cubano também desejou a “ igualdade de todos os cidadãos em relação à saúde, à educação, ao trabalho, à alimentação, à segurança, à cultura, à ciência”. “Não deixaremos nunca de lutar pela paz e pelo bem-estar de todos os seres humanos”, afirmou.

Clique aqui e conheça a América Latina: 

Cataratas do Iguaçu do Brasil e da Argentina

Conheça o Chile e passe por experiência únicas

Tango, Carne e belezas naturais, a fascinante Argentina

São Paulo um dos maiores centros culturais do mundo!

Uruguay de Punta del Este a Montevidéu um país livre para todos!

OUVIR NOTÍCIA

Em carta publicada no dia de seu 89º aniversário e na véspera da abertura da embaixada dos EUA em Havana, o líder cubano também desejou a ‘igualdade de todos os cidadãos’.

No dia de seu 89º aniversário, o líder da Revolução Cubana, Fidel Castro, declarou em artigo publicado nesta quinta-feira (13) que os Estados Unidos devem a Cuba indenizações milionárias pelos danos que sua política causou contra a ilha desde o fim da 2ª Guerra Mundial.

Segundo o ex-presidente cubano, após o conflito, os norte-americanos concentraram “quase todo ouro do mundo” e obtiveram “o melhor armamento da Terra”, mesmo “frente a um mundo destroçado, repleto de mortos, feridos e famintos”.

Neste panorama, Washington tomou decisões econômicas — como nos acordos de Bretton Woods — que favoreceram o país, mas que criaram as “bases de uma crise” que ameaça os países, incluindo EUA e Cuba.

“Devem a Cuba indenizações equivalentes a danos, que chegam a vários milhões de dólares como denunciou nosso país com argumentos e dados irrefutáveis ao longo de suas intervenções nas Nações Unidas”, escreveu Castro.

Intitulada “A realidade e os sonhos” e publicada no jornal oficial Granma, a carta chega à véspera da visita do secretário de Estado norte-americano, John Kerry, a Havana. Na primeira visita de um líder diplomático à ilha em mais de cinquenta anos, Kerry deve hastear a bandeira dos EUA na reabertura da embaixada na capital.

Ainda no artigo, Castro critica o lançamento da bomba atômica dos EUA contra as cidades japonesas de Hiroshima e Nagasaki, que deixaram quase 250 mil mortos há 70 anos, mesmo quando “o império japonês já estava vencido”.

Na carta escrita antes das celebrações de seu aniversário, o líder cubano também desejou a “ igualdade de todos os cidadãos em relação à saúde, à educação, ao trabalho, à alimentação, à segurança, à cultura, à ciência”. “Não deixaremos nunca de lutar pela paz e pelo bem-estar de todos os seres humanos”, afirmou.

Clique aqui e conheça a América Latina: 

Cataratas do Iguaçu do Brasil e da Argentina

Conheça o Chile e passe por experiência únicas

Tango, Carne e belezas naturais, a fascinante Argentina

São Paulo um dos maiores centros culturais do mundo!

Uruguay de Punta del Este a Montevidéu um país livre para todos!

Fonte

Por Opera Mundi

Comentários

Quer mais artigos e as newsletters editoriais no seu e-mail?

Receba as notícias do dia e os alertas de última hora.
[CARREGANDO...]

Confira mais Notícias

Rolê na Fronteira
Turismo Religioso em Buenos Aires, na cidade do Papa
Turismo Religioso em Buenos Aires, na cidade do Papa
VISUALIZAR
Política
Bolsonaro estuda reeditar decreto de Temer que permite explorar minério em reserva da...
Bolsonaro estuda reeditar decreto de Temer que permite explorar minério em reserva da Amazônia
VISUALIZAR
Política
Vaza Jato mostra que heróis são “vampiros de Curitiba”
Vaza Jato mostra que heróis são “vampiros de Curitiba”
VISUALIZAR
Sociedade
Desigualdade rouba até 18 anos de expectativa de vida na América Latina
Desigualdade rouba até 18 anos de expectativa de vida na América Latina
VISUALIZAR
Sociedade
A demanda chinesa que ameaça o jumento brasileiro
A demanda chinesa que ameaça o jumento brasileiro
VISUALIZAR
Entretenimento
Batman completa 80 anos com uma HQ com cheiro de revolução
Batman completa 80 anos com uma HQ com cheiro de revolução
VISUALIZAR
Fale com a redação!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )