Portal NFL

Entrevista - Mano Beto

O rap está na minha vida desde a infância, quando eu era apenas um moleque que andava de skate e já gostava do bom e velho rap
Entrevista - Mano Beto
162

Entrevista - Mano Beto

Por Amilton Farias / Portal NFL
Portal NFL: Em primeiro lugar um salve aos manos e minas e quero agradecer ao Mano Beto que é o nosso entrevistado de hoje, Bom em primeiro lugar gostaríamos de saber como começou o Rap na sua vida?

Mano Beto: O rap está na minha vida desde a infância, quando eu era apenas um moleque que andava de skate e já gostava do bom e velho rap,aos doze comecei a fazer umas rimas e não parei mais!

Portal NFL: Quais foram os primeiros grupos que voce ouviu que te influênciaram no universo musical?

Mano Beto: Eu ouvia muito Racionais, Consciência Humana, Thaide, Gog, Snj, Rzo e muitos outros estilos também, como blues,  rock, raggae etc… a mistura de todos esses estilos me inspirava a colocar o rap com mais musicalidade, parcerias instrumentais como violão, gaita piano etc..

Portal NFL: O Rap nasceu como voz de protesto, você acredita que ainda continua sendo?

Mano Beto: Sim, é uma forma de expressão muito forte, e creio fielmente que o rap passa informação, por isso temos o dever de passar boas informações.

Portal NFL: Tu ouve rap americano? quem?

Mano Beto: Escuto 2 Ppac, Le Cross, Já Rule, nas antigas ouvia muito House of Pain, Wu Tang, Cipress Hill etc…

Portal NFL: Dizem que o Rap transforma as pessoas? Você foi transformado pelo Rap?

Mano Beto: De certa forma sim, pelos bons raps que passam boas mensagens, comecei a ouvir e isso refletiu na minha vida e em minhas atitudes.

Portal NFL: Qual a sua opinião sobre o movimento do Rap no Paraná?

Mano Beto: Tem muitos grupos bons no Paraná, não deixa desejar em relação ao nível nacional nem mesmo mundial, pelo contrário, temos grupos melhores do que muitos aí a fora.

Portal NFL: Tu acha que os maiores do Rap Nacional se renderam á midia e ao sistema?

Mano Beto: Acho que não, os que tem gosto pelo rap e fazem isso por amor não se vendem, mas dependemos de uma certa forma da mídia como forma de divulgação, mas sempre influenciando e não sendo influenciado.

Portal NFL: E as parcerias? Com quem você já gravou um som e qual a importancia da parceria?

Mano Beto: Já gravei com o mano Edgar MC e fiz parcerias em eventos com outros manos, como o Filo Ataquede letras que é um brother de Curitiba, um evento com o Alx – Eloquentes quando morava aqui em Foz do Iguaçu, tem um vídeo dele que participei que é Alx Holocausto, e vários eventos com manos diversos que muitos nem lembro o nome.

Portal NFL: Voce ja sofreu alguma forma de preconceito?

Mano Beto: Escuto muito dizer que o rap é som de marginal de bandido etc…mas isso não me afeta em nada, pois para mim além de cultura, o rap também resgata e passa boas informações, em tudo existem os bons e maus, quem passa boas informações leva o rap a sério!

Portal NFL: Qual importância da Sua participação do 3º Rap-Tura?

Mano Beto: Eu acho muito bom estar participando em eventos como o Rap-Tura, porque além de ser um espaço de divulgação para o rap nos ajuda a mostrar que o rap é cultura e além disso quem curte rap sempre quer estar envolvido.

Portal NFL: E o futuro? o Que vc tem Preparado?

Mano Beto: Bom, antes de tudo, o futuro a Deus pertence, mas se Ele assim me permitir quero estar sempre lançando novos trabalhos.

Portal NFL: Deixe um salve para o pessoal que gosta do teu trabalho?

Mano Beto: Deixo aqui o meu salveee! à todos os manos e minas que além de curtir um bom rap não somente escutam, mas tem a consciência de que o rap é nossa voz,nossa força e instrumento, contra a opressão e discriminação,além de nos ajudar a prosseguir com a cabeça erguida, pois cada um tem um dom e para muitos esse dom é o rap Salveee!

 

Clique aqui e conheça a América Latina: 

Cataratas do Iguaçu do Brasil e da Argentina

Conheça o Chile e passe por experiência únicas

Tango, Carne e belezas naturais, a fascinante Argentina

São Paulo um dos maiores centros culturais do mundo!

Uruguay de Punta del Este a Montevidéu um país livre para todos!

OUVIR NOTÍCIA

Portal NFL: Em primeiro lugar um salve aos manos e minas e quero agradecer ao Mano Beto que é o nosso entrevistado de hoje, Bom em primeiro lugar gostaríamos de saber como começou o Rap na sua vida?

Mano Beto: O rap está na minha vida desde a infância, quando eu era apenas um moleque que andava de skate e já gostava do bom e velho rap,aos doze comecei a fazer umas rimas e não parei mais!

Portal NFL: Quais foram os primeiros grupos que voce ouviu que te influênciaram no universo musical?

Mano Beto: Eu ouvia muito Racionais, Consciência Humana, Thaide, Gog, Snj, Rzo e muitos outros estilos também, como blues,  rock, raggae etc… a mistura de todos esses estilos me inspirava a colocar o rap com mais musicalidade, parcerias instrumentais como violão, gaita piano etc..

Portal NFL: O Rap nasceu como voz de protesto, você acredita que ainda continua sendo?

Mano Beto: Sim, é uma forma de expressão muito forte, e creio fielmente que o rap passa informação, por isso temos o dever de passar boas informações.

Portal NFL: Tu ouve rap americano? quem?

Mano Beto: Escuto 2 Ppac, Le Cross, Já Rule, nas antigas ouvia muito House of Pain, Wu Tang, Cipress Hill etc…

Portal NFL: Dizem que o Rap transforma as pessoas? Você foi transformado pelo Rap?

Mano Beto: De certa forma sim, pelos bons raps que passam boas mensagens, comecei a ouvir e isso refletiu na minha vida e em minhas atitudes.

Portal NFL: Qual a sua opinião sobre o movimento do Rap no Paraná?

Mano Beto: Tem muitos grupos bons no Paraná, não deixa desejar em relação ao nível nacional nem mesmo mundial, pelo contrário, temos grupos melhores do que muitos aí a fora.

Portal NFL: Tu acha que os maiores do Rap Nacional se renderam á midia e ao sistema?

Mano Beto: Acho que não, os que tem gosto pelo rap e fazem isso por amor não se vendem, mas dependemos de uma certa forma da mídia como forma de divulgação, mas sempre influenciando e não sendo influenciado.

Portal NFL: E as parcerias? Com quem você já gravou um som e qual a importancia da parceria?

Mano Beto: Já gravei com o mano Edgar MC e fiz parcerias em eventos com outros manos, como o Filo Ataquede letras que é um brother de Curitiba, um evento com o Alx – Eloquentes quando morava aqui em Foz do Iguaçu, tem um vídeo dele que participei que é Alx Holocausto, e vários eventos com manos diversos que muitos nem lembro o nome.

Portal NFL: Voce ja sofreu alguma forma de preconceito?

Mano Beto: Escuto muito dizer que o rap é som de marginal de bandido etc…mas isso não me afeta em nada, pois para mim além de cultura, o rap também resgata e passa boas informações, em tudo existem os bons e maus, quem passa boas informações leva o rap a sério!

Portal NFL: Qual importância da Sua participação do 3º Rap-Tura?

Mano Beto: Eu acho muito bom estar participando em eventos como o Rap-Tura, porque além de ser um espaço de divulgação para o rap nos ajuda a mostrar que o rap é cultura e além disso quem curte rap sempre quer estar envolvido.

Portal NFL: E o futuro? o Que vc tem Preparado?

Mano Beto: Bom, antes de tudo, o futuro a Deus pertence, mas se Ele assim me permitir quero estar sempre lançando novos trabalhos.

Portal NFL: Deixe um salve para o pessoal que gosta do teu trabalho?

Mano Beto: Deixo aqui o meu salveee! à todos os manos e minas que além de curtir um bom rap não somente escutam, mas tem a consciência de que o rap é nossa voz,nossa força e instrumento, contra a opressão e discriminação,além de nos ajudar a prosseguir com a cabeça erguida, pois cada um tem um dom e para muitos esse dom é o rap Salveee!

 

Clique aqui e conheça a América Latina: 

Cataratas do Iguaçu do Brasil e da Argentina

Conheça o Chile e passe por experiência únicas

Tango, Carne e belezas naturais, a fascinante Argentina

São Paulo um dos maiores centros culturais do mundo!

Uruguay de Punta del Este a Montevidéu um país livre para todos!

Fonte

Por Amilton Farias / Portal NFL

Comentários

Quer mais artigos e as newsletters editoriais no seu e-mail?

Receba as notícias do dia e os alertas de última hora.
[CARREGANDO...]

Confira mais Notícias

Sociedade
Para combater a “pandemia da fome”, MST já doou mais de 600 toneladas de alimentos
Para combater a “pandemia da fome”, MST já doou mais de 600 toneladas de alimentos
VISUALIZAR
Sociedade
MPF denuncia coronel da reserva que incentivou intervenção militar. Leia a denúncia!
MPF denuncia coronel da reserva que incentivou intervenção militar. Leia a denúncia!
VISUALIZAR
História
Quais Foram Os Erros Que Fizeram A Pandemia De 1918 Durar Dois Anos?
Quais Foram Os Erros Que Fizeram A Pandemia De 1918 Durar Dois Anos?
VISUALIZAR
História
A Gripe De 1918 – Por Nelson Rodrigues, Uma Crônica Muito Atual
A Gripe De 1918 – Por Nelson Rodrigues, Uma Crônica Muito Atual
VISUALIZAR
Sociedade
Cresce a oposição de evangélicos a Bolsonaro: “Clamor de fé pelo Brasil” - Leia e...
Cresce a oposição de evangélicos a Bolsonaro: “Clamor de fé pelo Brasil” - Leia e Assine o Manisfesto!
VISUALIZAR
Variedades
Como organizar e limpar sua biblioteca
Como organizar e limpar sua biblioteca
VISUALIZAR