Portal NFL

Chile congela salários de políticos como sinal de austeridade

Em meio à desaceleração econômica e previsão de menor arrecadação de impostos, o governo do Chile anunciou nesta segunda-feira
Chile congela salários de políticos como sinal de austeridade
147

Chile congela salários de políticos como sinal de austeridade

Gazeta do Povo

Em meio à desaceleração econômica e previsão de menor arrecadação de impostos, o governo do Chile anunciou nesta segunda-feira (21) que vai congelar os salários dos 200 funcionários do governo mais bem remunerados como um sinal de austeridade.

Pelo compromisso, a presidente Michelle Bachelet, ministros, deputados, senadores e lideranças regionais deverão abrir mão do reajuste de 4,5% que seria aplicado em 1º de dezembro.

A medida promoverá uma economia de 70 milhões de pesos chilenos (pouco mais de R$ 400 mil) aos cofres públicos. Mas tem forte impacto em um momento em que a classe política do país atravessa uma crise de confiança devido a escândalos de corrupção que alcançaram até a família presidencial.

Nesta terça (22), jornais chilenos especulavam se também os juízes da Suprema Corte adeririam à iniciativa, que foi apresentada pelo ministro da Fazenda, Rodrigo Valdés, ao lado dos presidentes da Câmara e do Senado.

A proposta nasceu dentro do Parlamento, que se propôs ainda a criar uma comissão para estudar a mudança permanente da legislação que prevê reajustes anuais a deputados e senadores.

“O crescimento da economia está sendo bastante menor do que se projetava e isso tem como consequência menos arrecadação para o Estado. É como uma família que vê a renda que entra em casa crescendo menos e tem que escolher como gastar o dinheiro que tem”, disse Valdés.

Segundo previsão da Cepal (comissão econômica ligada às Nações Unidas), o Chile deverá crescer 2,5% neste ano, como resultado da queda dos preços das matérias-primas que exporta, como o cobre.

Clique aqui e conheça a América Latina: 

Cataratas do Iguaçu do Brasil e da Argentina

Conheça o Chile e passe por experiência únicas

Tango, Carne e belezas naturais, a fascinante Argentina

São Paulo um dos maiores centros culturais do mundo!

Uruguay de Punta del Este a Montevidéu um país livre para todos!

 

OUVIR NOTÍCIA

Em meio à desaceleração econômica e previsão de menor arrecadação de impostos, o governo do Chile anunciou nesta segunda-feira (21) que vai congelar os salários dos 200 funcionários do governo mais bem remunerados como um sinal de austeridade.

Pelo compromisso, a presidente Michelle Bachelet, ministros, deputados, senadores e lideranças regionais deverão abrir mão do reajuste de 4,5% que seria aplicado em 1º de dezembro.

A medida promoverá uma economia de 70 milhões de pesos chilenos (pouco mais de R$ 400 mil) aos cofres públicos. Mas tem forte impacto em um momento em que a classe política do país atravessa uma crise de confiança devido a escândalos de corrupção que alcançaram até a família presidencial.

Nesta terça (22), jornais chilenos especulavam se também os juízes da Suprema Corte adeririam à iniciativa, que foi apresentada pelo ministro da Fazenda, Rodrigo Valdés, ao lado dos presidentes da Câmara e do Senado.

A proposta nasceu dentro do Parlamento, que se propôs ainda a criar uma comissão para estudar a mudança permanente da legislação que prevê reajustes anuais a deputados e senadores.

“O crescimento da economia está sendo bastante menor do que se projetava e isso tem como consequência menos arrecadação para o Estado. É como uma família que vê a renda que entra em casa crescendo menos e tem que escolher como gastar o dinheiro que tem”, disse Valdés.

Segundo previsão da Cepal (comissão econômica ligada às Nações Unidas), o Chile deverá crescer 2,5% neste ano, como resultado da queda dos preços das matérias-primas que exporta, como o cobre.

Clique aqui e conheça a América Latina: 

Cataratas do Iguaçu do Brasil e da Argentina

Conheça o Chile e passe por experiência únicas

Tango, Carne e belezas naturais, a fascinante Argentina

São Paulo um dos maiores centros culturais do mundo!

Uruguay de Punta del Este a Montevidéu um país livre para todos!

 

Fonte

Gazeta do Povo

Comentários

Quer mais artigos e as newsletters editoriais no seu e-mail?

Receba as notícias do dia e os alertas de última hora.
[CARREGANDO...]

Confira mais Notícias

América Latina
Deputados do Chile aprovam taxar grandes fortunas para fortalecer combate ao Covid-19
Deputados do Chile aprovam taxar grandes fortunas para fortalecer combate ao Covid-19
VISUALIZAR
Sociedade
Pesquisa mostra recorde de rejeição de Bolsonaro
Pesquisa mostra recorde de rejeição de Bolsonaro
VISUALIZAR
Política
REDE protocola pedido de impeachment de Augusto Heleno na Câmara
REDE protocola pedido de impeachment de Augusto Heleno na Câmara
VISUALIZAR
Sociedade
Homem é preso com nove armas e bandeira nazista em São Paulo
Homem é preso com nove armas e bandeira nazista em São Paulo
VISUALIZAR
Sociedade
Dono do Facebook defende decisão de remover conteúdo falso postado por Bolsonaro
Dono do Facebook defende decisão de remover conteúdo falso postado por Bolsonaro
VISUALIZAR
América Latina
Caso bem-sucedido na América Latina, Uruguai enfrenta covid-19 sem quarentena obrigatória e...
Caso bem-sucedido na América Latina, Uruguai enfrenta covid-19 sem quarentena obrigatória e uso de máscaras
VISUALIZAR