Portal NFL

‘Charlie Hebdo’ ironiza menino sírio morto com charges polêmicas

Novos cartuns do semanário, alvo de massacre em janeiro, tiram sarro da religião do sírio Aylan Kurdi
‘Charlie Hebdo’ ironiza menino sírio morto com charges polêmicas
90

‘Charlie Hebdo’ ironiza menino sírio morto com charges polêmicas

AGÊNCIA O GLOBO

Novos cartuns do semanário, alvo de massacre em janeiro, tiram sarro da religião do sírio Aylan Kurdi

Meses após um dos episódios mais chocantes do ano, o “Charlie Hebdo” voltou a se ver diante de polêmica. Desta vez, o semanário humorístico que foi alvo de um massacre em Paris fez uma capa mostrando o menino sírio Aylan Kurdi, morto na praia turca de Bodrum, com uma mensagem satírica dizendo que ele “fracassou a chegar à Europa” porque seria muçulmano.

Na imagem, o menino que se tornou símbolo da crise migratória aparece morto na praia diante de um anúncio da rede de fast food McDonald’s, que diz “dois menus de criança pelo preço de um”. A legenda diz “Tão perto da meta”.

Em outro cartoon, legendado com “A prova de que a Europa é cristã”, o menino aparece como uma figura martirizada como Jesus, com mensagens dizendo que “os cristãos andam na água e crianças muçulmanas afundam”. E, em outra, ele aparece com um personagem de um programa de TV infantil e a mensagem mostra “Bem-vindo à ilha das crianças”.

Várias pessoas criticaram a atitude do semanário. Entre autoridades que condenaram a edição, o advogado Peter Herbert, diretor da Sociedade de Advogados Negros do Reino Unido, afirmou que o órgão abrirá uma medida contra o periódico.

“O jornal é uma publicação racista, xenofóbica e ideologicamente falida que representa o decaimento moral da França”, escreveu no Twitter.

À época do massacre, o jornal era criticado por fazer piadas em detrimento de fé islâmica. Alvo de um outro ataque anos antes, ele teve 12 colaboradores mortos por conta de seus conteúdos satíricos com os muçulmanos.

Clique aqui e conheça a América Latina: 

Cataratas do Iguaçu do Brasil e da Argentina

Conheça o Chile e passe por experiência únicas

Tango, Carne e belezas naturais, a fascinante Argentina

São Paulo um dos maiores centros culturais do mundo!

Uruguay de Punta del Este a Montevidéu um país livre para todos!

OUVIR NOTÍCIA

Novos cartuns do semanário, alvo de massacre em janeiro, tiram sarro da religião do sírio Aylan Kurdi

Meses após um dos episódios mais chocantes do ano, o “Charlie Hebdo” voltou a se ver diante de polêmica. Desta vez, o semanário humorístico que foi alvo de um massacre em Paris fez uma capa mostrando o menino sírio Aylan Kurdi, morto na praia turca de Bodrum, com uma mensagem satírica dizendo que ele “fracassou a chegar à Europa” porque seria muçulmano.

Na imagem, o menino que se tornou símbolo da crise migratória aparece morto na praia diante de um anúncio da rede de fast food McDonald’s, que diz “dois menus de criança pelo preço de um”. A legenda diz “Tão perto da meta”.

Em outro cartoon, legendado com “A prova de que a Europa é cristã”, o menino aparece como uma figura martirizada como Jesus, com mensagens dizendo que “os cristãos andam na água e crianças muçulmanas afundam”. E, em outra, ele aparece com um personagem de um programa de TV infantil e a mensagem mostra “Bem-vindo à ilha das crianças”.

Várias pessoas criticaram a atitude do semanário. Entre autoridades que condenaram a edição, o advogado Peter Herbert, diretor da Sociedade de Advogados Negros do Reino Unido, afirmou que o órgão abrirá uma medida contra o periódico.

“O jornal é uma publicação racista, xenofóbica e ideologicamente falida que representa o decaimento moral da França”, escreveu no Twitter.

À época do massacre, o jornal era criticado por fazer piadas em detrimento de fé islâmica. Alvo de um outro ataque anos antes, ele teve 12 colaboradores mortos por conta de seus conteúdos satíricos com os muçulmanos.

Clique aqui e conheça a América Latina: 

Cataratas do Iguaçu do Brasil e da Argentina

Conheça o Chile e passe por experiência únicas

Tango, Carne e belezas naturais, a fascinante Argentina

São Paulo um dos maiores centros culturais do mundo!

Uruguay de Punta del Este a Montevidéu um país livre para todos!

Fonte

AGÊNCIA O GLOBO

Comentários

Quer mais artigos e as newsletters editoriais no seu e-mail?

Receba as notícias do dia e os alertas de última hora.
[CARREGANDO...]

Confira mais Notícias

Entretenimento
A busca do tema gerador na práxis da Educação Popular
A busca do tema gerador na práxis da Educação Popular
VISUALIZAR
Sociedade
Volkswagen quer “massificar” carros elétricos com o compacto ID.3
Volkswagen quer “massificar” carros elétricos com o compacto ID.3
VISUALIZAR
Sociedade
Carta de mil padres com críticas a Bolsonaro esquenta racha político na Igreja
Carta de mil padres com críticas a Bolsonaro esquenta racha político na Igreja
VISUALIZAR
Sociedade
Ex-Lava Jato pode responder na Justiça por suposto uso de laranja na contratação de outdoor
Ex-Lava Jato pode responder na Justiça por suposto uso de laranja na contratação de outdoor
VISUALIZAR
Sociedade
Jornalista recebe desculpas de Bolsonaro, mas diz que manterá ação judicial
Jornalista recebe desculpas de Bolsonaro, mas diz que manterá ação judicial
VISUALIZAR
Entrevistas
Milton Nascimento sobre o governo Bolsonaro: “Bicho, que pesadelo é esse? É uma tragédia...
Milton Nascimento sobre o governo Bolsonaro: “Bicho, que pesadelo é esse? É uma tragédia sem parâmetro”
VISUALIZAR