Portal NFL

Bolsonaro oferece cargos aos corruptos

Bolsonaro está tentando comprar apoios, no velho toma lá, dá cá, oferecendo cargos do governo para tentar diminuir seu isolamento
Bolsonaro oferece cargos aos corruptos
Bolsonaro e seus velhos amigos da velha política: Valdemar Costa Neto, Roberto Jefferson e Ciro Nogueira. Fotomontagem HP
215

Bolsonaro oferece cargos aos corruptos

Jair Bolsonaro está tentando comprar apoios, no velho toma lá, dá cá, oferecendo cargos do governo para tentar diminuir seu isolamento e enfraquecer o presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ).

Segundo o jornal O Globo, o governo federal ofereceu, por exemplo, a chefia da Codevasf (Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e da Parnaíba), com orçamento de R$ 1,62 bilhão, que é dirigida por Marcelo Andrade Moreira Pinto, indicado de Elmar Nascimento (BA), ex-líder do DEM na Câmara.

O comando da estatal seria entregue ao PP do senador Ciro Nogueira, que se tornou réu no Supremo Tribunal Federal (STF), no ano passado, sob a acusação liderar um esquema para desviar dinheiro da Petrobrás.

Nesse ano, em fevereiro, a Procuradoria-Geral da República denunciou Ciro Nogueira ao Supremo Tribunal Federal (STF) pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. De acordo com a denúncia, o parlamentar recebeu R$ 7,3 milhões em “vantagens indevidas” (leia-se propina) da construtora Odebrecht. A investigação tem origem na Operação Lava Jato.

Além disso, Bolsonaro quer dar a direção e as superintendências do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), hoje com militares, para o PL de Valdemar Costa Neto.

Valdemar Costa Neto é da “velha política”, que Bolsonaro alardeia ser contra, da corrupção. Ele foi julgado e condenado no escândalo do mensalão a sete anos e dez meses de prisão. Também foi citado na Operação Lava Jato por receber propina.

O Banco do Nordeste, com orçamento de R$ 29 bilhões, também está no pacote. Bolsonaro negocia a entrega do comando do órgão com caciques do PP, Republicanos e PL.

Outra fatia considerável do orçamento público colocada na mesa pelo presidente é o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), com verba de R$ 54 bilhões.

Comenta-se que Bolsonaro estaria disposto a recriar o extinto Ministério do Trabalho para entregar ao comando do ex-deputado Roberto Jefferson, presidente do PTB. Bolsonaro já foi do PTB e liderado de Roberto Jefferson, de quem se tornou muito amigo.  

Jefferson foi réu confesso, condenado e preso por corrupção no chamado “mensalão”. Ele foi condenado a mais de 10 anos pelo Supremo Tribunal Federal por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, pena que foi reduzida para 7 anos e 14 dias, beneficiado por um acordo de delação.

Ele confessou que recebeu R$ 4 milhões de propina para apoiar o governo Lula. Por conta disso, em 14 de setembro de 2005, teve ainda seu mandato cassado por 313 votos contra 156 e perdeu seus direitos políticos por oito anos.  

Para apoiar o governo de Michel Temer, ele indicou sua filha, a ex-deputada Christiane Brasil para ocupar o Ministério do Trabalho. Mas a nomeação foi barrada pela Justiça e Jefferson acabou desistindo de indicar sua filha ao posto diante do desgaste.

Como se não bastasse, a Procuradoria-Geral da República denunciou ele e Christiane por integrar uma organização criminosa com atuação num esquema corrupto de registros sindicais ilegais no Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).

Por Hora do Povo

 

Quer conhecer pontos pontos turísticos na America Latina ou em qualquer outro lugar no mundo? Visite nosso site.Compre sua passagem com preços especiais e tranquilidade,  nós recomendamos. hospedagem de qualidade, com todo conforto e com preço justo para qualquer lugar do mundo!  Queremos que conheça as melhores rotas para ir de onde você está para onde você quer chegar de carro,  bicicleta, a pé, avião ou em transporte turístico. Ligue para os lugares que você planeja ir em sua visita para confirmar se estão abertos. Hoje em dia a maioria das pessoas fazem seu seguro viagem para poder viajar com tranquilidade e segurança, e não perca a conexão, nem a oportunidade de enviar em tempo real suas fotos,  clique aqui e viaje conectado.

OUVIR NOTÍCIA

Jair Bolsonaro está tentando comprar apoios, no velho toma lá, dá cá, oferecendo cargos do governo para tentar diminuir seu isolamento e enfraquecer o presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ).

Segundo o jornal O Globo, o governo federal ofereceu, por exemplo, a chefia da Codevasf (Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e da Parnaíba), com orçamento de R$ 1,62 bilhão, que é dirigida por Marcelo Andrade Moreira Pinto, indicado de Elmar Nascimento (BA), ex-líder do DEM na Câmara.

O comando da estatal seria entregue ao PP do senador Ciro Nogueira, que se tornou réu no Supremo Tribunal Federal (STF), no ano passado, sob a acusação liderar um esquema para desviar dinheiro da Petrobrás.

Nesse ano, em fevereiro, a Procuradoria-Geral da República denunciou Ciro Nogueira ao Supremo Tribunal Federal (STF) pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. De acordo com a denúncia, o parlamentar recebeu R$ 7,3 milhões em “vantagens indevidas” (leia-se propina) da construtora Odebrecht. A investigação tem origem na Operação Lava Jato.

Além disso, Bolsonaro quer dar a direção e as superintendências do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), hoje com militares, para o PL de Valdemar Costa Neto.

Valdemar Costa Neto é da “velha política”, que Bolsonaro alardeia ser contra, da corrupção. Ele foi julgado e condenado no escândalo do mensalão a sete anos e dez meses de prisão. Também foi citado na Operação Lava Jato por receber propina.

O Banco do Nordeste, com orçamento de R$ 29 bilhões, também está no pacote. Bolsonaro negocia a entrega do comando do órgão com caciques do PP, Republicanos e PL.

Outra fatia considerável do orçamento público colocada na mesa pelo presidente é o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), com verba de R$ 54 bilhões.

Comenta-se que Bolsonaro estaria disposto a recriar o extinto Ministério do Trabalho para entregar ao comando do ex-deputado Roberto Jefferson, presidente do PTB. Bolsonaro já foi do PTB e liderado de Roberto Jefferson, de quem se tornou muito amigo.  

Jefferson foi réu confesso, condenado e preso por corrupção no chamado “mensalão”. Ele foi condenado a mais de 10 anos pelo Supremo Tribunal Federal por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, pena que foi reduzida para 7 anos e 14 dias, beneficiado por um acordo de delação.

Ele confessou que recebeu R$ 4 milhões de propina para apoiar o governo Lula. Por conta disso, em 14 de setembro de 2005, teve ainda seu mandato cassado por 313 votos contra 156 e perdeu seus direitos políticos por oito anos.  

Para apoiar o governo de Michel Temer, ele indicou sua filha, a ex-deputada Christiane Brasil para ocupar o Ministério do Trabalho. Mas a nomeação foi barrada pela Justiça e Jefferson acabou desistindo de indicar sua filha ao posto diante do desgaste.

Como se não bastasse, a Procuradoria-Geral da República denunciou ele e Christiane por integrar uma organização criminosa com atuação num esquema corrupto de registros sindicais ilegais no Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).

Por Hora do Povo

 

Quer conhecer pontos pontos turísticos na America Latina ou em qualquer outro lugar no mundo? Visite nosso site.Compre sua passagem com preços especiais e tranquilidade,  nós recomendamos. hospedagem de qualidade, com todo conforto e com preço justo para qualquer lugar do mundo!  Queremos que conheça as melhores rotas para ir de onde você está para onde você quer chegar de carro,  bicicleta, a pé, avião ou em transporte turístico. Ligue para os lugares que você planeja ir em sua visita para confirmar se estão abertos. Hoje em dia a maioria das pessoas fazem seu seguro viagem para poder viajar com tranquilidade e segurança, e não perca a conexão, nem a oportunidade de enviar em tempo real suas fotos,  clique aqui e viaje conectado.

Comentários

Quer mais artigos e as newsletters editoriais no seu e-mail?

Receba as notícias do dia e os alertas de última hora.
[CARREGANDO...]

Confira mais Notícias

Sociedade
O que desigualdade, clima e direitos humanos têm a ver com pós-covid?
O que desigualdade, clima e direitos humanos têm a ver com pós-covid?
VISUALIZAR
Sociedade
O tamanho do rombo: militar inativo custa 17 vezes mais que aposentado pelo INSS
O tamanho do rombo: militar inativo custa 17 vezes mais que aposentado pelo INSS
VISUALIZAR
Sociedade
Luciano Hang é condenado a pagar R$ 300 mil por postagens ofensivas à OAB
Luciano Hang é condenado a pagar R$ 300 mil por postagens ofensivas à OAB
VISUALIZAR
Sociedade
Com solos sem nutrientes, Argentina recorre à agroecologia
Com solos sem nutrientes, Argentina recorre à agroecologia
VISUALIZAR
Boa Forma & Saúde
Nem a pandemia consegue frear as emissões no Brasil. O que poderia?
Nem a pandemia consegue frear as emissões no Brasil. O que poderia?
VISUALIZAR
Sociedade
Um oceano saudável pode ajudar a derrotar pandemias
Um oceano saudável pode ajudar a derrotar pandemias
VISUALIZAR