Portal NFL

Alemanha aprova maior pacote de ajuda econômica desde a 2ª Guerra

Para fazer frente aos efeitos do coronavírus, Conselho de Ministros alemão aprovou um crédito suplementar de R$ 837,6 bilhões
Alemanha aprova maior pacote de ajuda econômica desde a 2ª Guerra
Ruas vazias em Dusseldorf, na Alemanha: pacote faz frente a queda na economia Sascha Steinbach / EFE-EPA - 23.3.2020
161

Alemanha aprova maior pacote de ajuda econômica desde a 2ª Guerra

Por EFE

O Conselho de Ministros da Alemanha aprovou, nesta segunda-feira (23), um crédito suplementar de 156 bilhões de euros (R$ 837,6 bilhões), o maior desde a Segunda Guerra Mundial, em decorrência da crise provocada pelo novo coronavírus.

A medida implica a suspensão temporária do "freio da dívida" previsto na Constituição (o teto de endividamento do Estado). O governo prevê se endividar pela primeira vez nos últimos cinco exercícios fiscais, para apoiar a economia diante da pandemia, que já fez 24 mil infectados no país.

 
"Temos que fazer isso para que saibam que vamos fazer tudo o que for possível para defender a saúde dos cidadãos, das empresas e os empregos", disse o ministro de Finanças, Olaf Scholz.

Nos últimos dias, já havia sido aprovado um fundo de resgate para autônomos e empresas com menos de 10 funcionários de 50 bilhões de euros (R$ 268,4 bilhões). Adotou-se ainda um programa de créditos "sem limites" para assegurar a liquidez das companhias e foram relaxadas condições para reduzir jornadas com garantia de emprego.

Pacote prevê queda na arrecadação

A chanceler, Angela Merkel, participou do Conselho de Ministros de casa. Merkel está em confinamento desde domingo, depois de saber que teve contato com uma pessoa que deu positivo para o novo coronavírus.

Além do pacote de ajuda para empresas e trabalhadores, o crédito suplementar conta com uma queda na arrecadação, devido à crise sanitária, de 33,5 bilhões de euros (R$ 179,8 bilhões).

O Conselho de Ministros, além disso, reativou o Fundo de Estabilização para grandes empresas, que havia sido criado durante a crise financeira de 2008 e 2009, uma ferramenta que será dotada de 500 bilhões de euros (R$ 2,6 trilhões).

Deste montante, 80% ficará disponível para garantir pagamento de dívidas e passivos. O restante poderá ser usado para recapitalização de empresas, aquisições de participações e nacionalizações temporárias.

"Nosso país deve se defender e evitar que uma crise imprevisível danifique de forma irreversível as estruturas econômicas", garantiu o ministro da Economia, Peter Altmaier.

 
Quer conhecer pontos pontos turísticos na America Latina ou em qualquer outro lugar no mundo? Visite nosso site. Compre sua passagem com preços especiais e tranquilidade,  nós recomendamos. hospedagem de qualidade, com todo conforto e com preço justo para qualquer lugar do mundo!  Queremos que conheça as melhores rotas para ir de onde você está para onde você quer chegar de carro,  bicicleta, a pé, avião ou em transporte turístico. Ligue para os lugares que você planeja ir em sua visita para confirmar se estão abertos. Hoje em dia a maioria das pessoas fazem seu seguro viagem para poder viajar com tranquilidade e segurança, e não perca a conexão, nem a oportunidade de enviar em tempo real suas fotos,  clique aqui e viaje conectado.

OUVIR NOTÍCIA

O Conselho de Ministros da Alemanha aprovou, nesta segunda-feira (23), um crédito suplementar de 156 bilhões de euros (R$ 837,6 bilhões), o maior desde a Segunda Guerra Mundial, em decorrência da crise provocada pelo novo coronavírus.

A medida implica a suspensão temporária do "freio da dívida" previsto na Constituição (o teto de endividamento do Estado). O governo prevê se endividar pela primeira vez nos últimos cinco exercícios fiscais, para apoiar a economia diante da pandemia, que já fez 24 mil infectados no país.

 
"Temos que fazer isso para que saibam que vamos fazer tudo o que for possível para defender a saúde dos cidadãos, das empresas e os empregos", disse o ministro de Finanças, Olaf Scholz.

Nos últimos dias, já havia sido aprovado um fundo de resgate para autônomos e empresas com menos de 10 funcionários de 50 bilhões de euros (R$ 268,4 bilhões). Adotou-se ainda um programa de créditos "sem limites" para assegurar a liquidez das companhias e foram relaxadas condições para reduzir jornadas com garantia de emprego.

Pacote prevê queda na arrecadação

A chanceler, Angela Merkel, participou do Conselho de Ministros de casa. Merkel está em confinamento desde domingo, depois de saber que teve contato com uma pessoa que deu positivo para o novo coronavírus.

Além do pacote de ajuda para empresas e trabalhadores, o crédito suplementar conta com uma queda na arrecadação, devido à crise sanitária, de 33,5 bilhões de euros (R$ 179,8 bilhões).

O Conselho de Ministros, além disso, reativou o Fundo de Estabilização para grandes empresas, que havia sido criado durante a crise financeira de 2008 e 2009, uma ferramenta que será dotada de 500 bilhões de euros (R$ 2,6 trilhões).

Deste montante, 80% ficará disponível para garantir pagamento de dívidas e passivos. O restante poderá ser usado para recapitalização de empresas, aquisições de participações e nacionalizações temporárias.

"Nosso país deve se defender e evitar que uma crise imprevisível danifique de forma irreversível as estruturas econômicas", garantiu o ministro da Economia, Peter Altmaier.

 
Quer conhecer pontos pontos turísticos na America Latina ou em qualquer outro lugar no mundo? Visite nosso site. Compre sua passagem com preços especiais e tranquilidade,  nós recomendamos. hospedagem de qualidade, com todo conforto e com preço justo para qualquer lugar do mundo!  Queremos que conheça as melhores rotas para ir de onde você está para onde você quer chegar de carro,  bicicleta, a pé, avião ou em transporte turístico. Ligue para os lugares que você planeja ir em sua visita para confirmar se estão abertos. Hoje em dia a maioria das pessoas fazem seu seguro viagem para poder viajar com tranquilidade e segurança, e não perca a conexão, nem a oportunidade de enviar em tempo real suas fotos,  clique aqui e viaje conectado.

Fonte

Por EFE

Comentários

Quer mais artigos e as newsletters editoriais no seu e-mail?

Receba as notícias do dia e os alertas de última hora.
[CARREGANDO...]

Confira mais Notícias

América Latina
Deputados do Chile aprovam taxar grandes fortunas para fortalecer combate ao Covid-19
Deputados do Chile aprovam taxar grandes fortunas para fortalecer combate ao Covid-19
VISUALIZAR
Sociedade
Pesquisa mostra recorde de rejeição de Bolsonaro
Pesquisa mostra recorde de rejeição de Bolsonaro
VISUALIZAR
Política
REDE protocola pedido de impeachment de Augusto Heleno na Câmara
REDE protocola pedido de impeachment de Augusto Heleno na Câmara
VISUALIZAR
Sociedade
Homem é preso com nove armas e bandeira nazista em São Paulo
Homem é preso com nove armas e bandeira nazista em São Paulo
VISUALIZAR
Sociedade
Dono do Facebook defende decisão de remover conteúdo falso postado por Bolsonaro
Dono do Facebook defende decisão de remover conteúdo falso postado por Bolsonaro
VISUALIZAR
América Latina
Caso bem-sucedido na América Latina, Uruguai enfrenta covid-19 sem quarentena obrigatória e...
Caso bem-sucedido na América Latina, Uruguai enfrenta covid-19 sem quarentena obrigatória e uso de máscaras
VISUALIZAR