//Instituto que deu prêmio a Dallagnol é bancado por entidade onde Eduardo Bolsonaro forjou pós-graduação

Instituto que deu prêmio a Dallagnol é bancado por entidade onde Eduardo Bolsonaro forjou pós-graduação

Por Revista Forum

O título do Instituto Mises, mantenedor do IFL-SP que premiou Dallagnol, foi forjado por Eduardo para apresentar como credenciais para assumir a embaixada nos EUA

Com “indicativos de seriedade”, segundo o próprio procurador, o Instituto de Formação de Líderes (IFL-SP) que concedeu o prêmio “Liberdade 2016” a Deltan Dallagnol e à força-tarefa da Java Jato tem entre seus dois mantenedores o Instituto Mises, onde o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) diz ter feito pós-graduação em Economiaque, na verdade, não foi concluída.

O título foi forjado por Eduardo para apresentar como credenciais para assumir a embaixada nos EUA, no entanto, o filho 03 de Bolsonaro não entregou o trabalho de conclusão do curso, iniciado em março de 2016 e que dura, em média, um ano e meio.

Nas conversas divulgadas nesta quarta-feira (14) pelo portal Uol, em parceria com o site The Intercept, Dallagnol diz, primeiramente, que receberia o prêmio por que o IFL-SP foi “checado” e os “indicativos são de seriedade”.

O procurador, no entanto, declinou de comparecer a cerimônia após o assessor 2 de comunicação do Ministério Público Federal (MPF) implorar para que ele não se associasse ao então deputado Jair Bolsonaro, que também estaria presente no evento.

Eduardo diz ter feito especialização em Escola Austríaca de Economia, o Instituto Mises Brasil. Essa linha de pensamento é uma das “modas” dos novos liberais brasileiros que exaltam Ludwig Von Mises, líder da Escola Austríaca de pensamento econômico e um dos combatentes do socialismo.