//Alemães compram toda cerveja da cidade para acabar com festival neonazista

Alemães compram toda cerveja da cidade para acabar com festival neonazista

Por Carta Capital

Sem a bebida, festival perdeu em público para o protesto que acontecia ao mesmo tempo do lado de fora do evento

Uma pequena cidade chamada Ostritz, no leste da Alemanha, foi o lugar escolhido para receber um festival musical chamado “Shield and Sword”, que ocorreu neste mês de junho. O evento foi uma forma de reunião com integrantes de grupos de extrema-direita, incluindo forte presença de neonazistas.

O que eles não esperavam era que os moradores da pequena cidade não gostaram da ideia de sediar um festival neonazista e resolveram boicotar o evento de uma forma bem afrontosa: acabando com o estoque de cerveja da cidade.

Segundo a agência de notícias Deustche Welle, a polícia já havia confiscado 4.200 litros de cerveja, por conta de uma ordem judicial para que o evento não tivesse álcool disponível por questões de segurança. Mas os moradores resolveram dar uma ajuda para a polícia.

How to protest a right-wing music festival: take away their beer! Last weekend, hundreds of neo-Nazis in the eastern German village #Ostritz were cut off at the source.The residents joined forces to show extremists they weren’t welcome. Locals bought over 100 crates of beer. pic.twitter.com/h6DijJOa6X

— DW Politics (@dw_politics) 25 de junho de 2019

“Para nós, era importante passar a mensagem: ‘Há pessoas aqui em Ostritz que não toleram este evento, que defendem valores diferentes e que tentam ser modelos para as outras. Não queremos festivais deste tipo na nossa cidade’”, afirmou a prefeita da cidade, Marion Prange.

No fim, houve um número maior de policiais e de pessoas protestando contra o festival do lado de fora do que no próprio festival em si: duas mil pessoas protestavam fora do evento e 1.400 policiais foram deslocados para fazer a segurança, enquanto 600 pessoas apenas acompanhavam os shows.